domingo, 4 de maio de 2014

Joguem à bola, palhaços

Uma inaceitável falta de dignidade profissional, em Olhão.

Quem manda nesta equipa (se é que alguém manda - e não estou a falar do treinador) tem, obviamente, de se demitir. Uma coisa é perder; outra é gozar com o clube, a sua história e os seus adeptos.

Não olhe a nomes, Senhor Presidente!

10 comentários:

O Situacionista disse...

Jogos como o de hoje deixam-me doido. Completamente doido. Fora de mim, mesmo.

E nem o facto de não contar para nada me alivia o sofrimento.

E por isso percebo o Eterno.

Mas ao mesmo tempo, sei uma coisa - colocar tudo em causa, seria uma doideira ainda maior. E imperdoável.

É preciso que quem de direito analise o que está mal, quem está mal, e mude.

Mas não colocar tudo em causa.

E não falhar no treinador.

Ah, domingo lá estarei (será que dá para LC colocar Ghilas em campo e Jackson no banco ? ...).

O Situacionista disse...

E hoje não tenho a menor dúvida, foi um erro crasso ter ido buscar LC.

E mais crasso ainda por se ter seguido a outro erro, PF.

É dose !

Fernando disse...

Sinceramente, a constante reprimenda sobre jogadores parece-me despropositada. Insiste-se no culto da personalidade de Pinto da Costa, desculpabilizando-o dos prejuízos desportivos desta época. Tal como não se lê nada sobre as responsabilidades do Director-Geral e seus pares. Tal como, os outrora hostis Super-Dragões para qualquer treinador, tratam os responsáveis da SAD como os Deuses na Terra. Tanta coisinha que se podia começar a falar, por exemplo, esta cumplicidade pestilenta entre a claque e quem lhes dá as benesses de viagens e bilhetes e outras coisas mais. Sou a favor de Rei morto, Rei posto. Não quero saber de vitórias passadas, porque isso é museu. Quero é saber de vitórias futuras e quem pode colocar os meios para que tal se concretize. Era isto que deveria preocupar a massa sócia e adepta.

Eterno Dragao disse...

Garanto-te que, se isto continua assim (isto é, sem qualquer comunicação / justificação para o exterior, por parte do Presidente), daqui a 6 meses, estarão MESMO TODOS em causa.

Espero enganar-me redondamente.

Eterno Dragao disse...

Discordo quanto ao Luís Castro, Situacionista. É evidente que as coisas não correram bem, mas caso tivéssemos contratado outro treinador, teria sido para queimar. A época estava perdida. Assim, é um "homem da casa" que fez uma "missão de sacrifício" e que pode voltar tranquilamente ao trabalho anterior.

Fanático disse...

Esta malta, para não lhe chamar outra coisa, não tem o direito de usar a camisola do FCP!

O Situacionista disse...

Eterno,

Concordo totalmente que o NGP tem de falar.

Depois da época acabar.

Azzulli disse...

Estou com o Eterno.
Isto não se admite.

E não é colocar tudo em causa.
É saber porque temos vindo a perder qualidade, porque nos temos tornado numa empresa de import-export, sem a força e garra dos jogadores formados no nosso clube.

Enquanto funcionou, muito bem.
Atingimos o ponto em que deixou de funcionar, mude-se.
Simples.

Carlos Jorge disse...

Bom dia a todos.

Isto nunca mais acaba??!! Já não há paciência para ver a equipa a arrastar-se pelo campo... não há vontade, não há comandante e quando assim é...

Quanto ao silêncio que impera em toda a estrutura, espero que signifique que já se está a trabalhar no futuro de tudo ao que ao futebol diz respeito. Chegou a hora de arregaçar as mangas e meter as mãos na massa... acabou o tempo dos "mamões".

Saudações Portistas

O Soldado Azul disse...

Considero que ao longo desta época, aos "olhos" dos sócios e adeptos, o NGP esteve ausente! Mais, cheguei infelizmente à conclusão que a "postura" estratégica do NGP tem divergido da "postura" que o tornou o melhor dirigente desportivo de sempre: falar em prol do Grupo logo nos 1os resultados negativos...
Claro que agora, a uma jornada do fim, aceita-se que fale no final da época, mas na qualidade de sócio, EXIGO explicações sobre o falhanço rotundo desta época! Aguardo!