quarta-feira, 5 de julho de 2006

Jogo com a França

Mais do mesmo...
 
Perdemos os jogos importantes sempre da mesma forma. A equipa adversária marca um golo e nós somos incapazes de dar a volta. Com sinceridade, não sei se é problema técnico-táctico, se é simplesmente pelo facto de a equipa adversária ser melhor. A verdade é que há muito querer, mas falta o "engenho e arte" (e, talvez, alguma sorte). As exibições fraquíssimas do Pauleta, Deco e Figo não ajudaram nada (os dois últimos estavam muito mal, do ponto de vista físico). Provavelmente, teremos que dar mérito ao adversário...
 
Em todo o caso, o balanço da participação no mundial é muito, muito positivo. Continuo a não perceber algumas opções do seleccionador (sobretudo a do Hélder Postiga - o Nuno Gomes é o ponta de lança com mais categoria para jogos com "grandes equipas"), mas não há dúvida que os resultados têm sido excelentes.
 
Depois de Sábado, temos de eleger o melhor jogador da selecção. Para mim, há três grandes candidatos: Miguel, Maniche e Ricardo Carvalho (este, com o "azar" do penalty de hoje).

2 comentários:

Fanático disse...

Ricardo Quaresma...A falta que fez na Quarta Feira...

A sério:Maniche

A Grande Desilusão: Deco (nomeadamete face às expectativas, Tiago, Pauleta

O Situacionista disse...

Quaresma ? Magnífico !!!!
É de Dragão !!!!
Bom, subscrevo mais uma vez...

Ai não era a sério ???

Ricardo Carvalho (apesar do erro contra a França e do fantástico mundial de Maniche).
Acho-o simplemente ÚNICO.

Claro que estaria a pensar, por esta altura, dizer o Deco, mas, tal como o Ronaldinho, pagou a factura da extraordinária época que fez no Barça.
E depois contra a França, não teve ninguém no banco portugês que percebesse que era necessário colocar, no intervalo ou no início da segunda parte, um segundo avançado por forma a que um dos médios defensivos da França (Makelele ou Vieira) fosse forçado a recuar, libertando assim o Mágico....