segunda-feira, 8 de junho de 2009

TV para cegos... ou idiotas...

Comentários na "benfica TV", por José Carlos Soares, que já comentou na TVI!
Que isenção tem, e sempre deve ter tido!...
Depois claro, queixam-se das arbitragens, e vêm dizer que são roubados...

E os comentários do Geloso Santos, algo diferentes.

24 comentários:

Moonlight disse...

esse canal enoja-me!

um dia estava a ver um jogo de basquetebol de miudos, nem sei bem o escalão, e o adversário do benfica estava a ganhar por 2 pontos..
o benfica marca cesto e o comentário do relatador é qualquer coisa do género: "cesto do benfica! toma lá! já estavam todos contentes que estavaM, a ganhar! bem feito, cesto do benfica e o jogo fica empatado, calaram-se logo!!"

volto a relembrar que estamos a falar de um jogo DE MIUDOS!!!

O Situacionista disse...

Quem vai ter de se preocupar com eesse circo televisivo vai ser a oposição ao Orelhas...

Justiceiro Azul disse...

O José Carlos Soares é o verdadeiro benfiquista, cego, truculento e com aspecto boçal.
Pela expressão do outro, via-se nitidamente que não estava bem ali e não sabia onde se tinha metido, além de se perceber que estava a ver um jogo completamente diferente do outro...

Ricardo disse...

Que isso é um exemplo de boçalidade de alto nível, não discuto. Até corroboro e grito convosco: boçais!

Agora, acho graça aos comentários. Como se os benfiquistas fossem os personificados no Soares e os portistas todos muito lúcidos que não têm "Soares" no seu burgo.

Deixemo-nos de parvoíces, caros colegas. Gente boçal há por todo o lado. Esse é só mais um triste exemplo.

Como o Pôncio. Ou o Mestre Alves.

Azzulli disse...

Este video mostra o que a Benfica TV pretende fazer: lavagem cerebral aos seus adeptos. Eu acho que a maioria dos vermelhos tem por verdade indiscutivel o que o relatador diz. Portanto, o homem certo à frente do microfone escreve a história do jogo à moda vermelha.

Mas este homem relatou jogos na televisão nacional. E "isenta"...
Logo, o video mostra também quem são as pessoas que estão à frente dos microfones por essas estações televisivas e radiofónicas.

O Poncio é portista mais que assumido e bem identificado, e o mestre Alves é um pateta.
O Soares é um relatador "isento".
Há uma diferença...

O Situacionista disse...

Ricardo, eu percebo que ande desgovernado. E respeito esse estado calamitoso. Que já se tornou crónico.

É mais um campeonato. O Tetra.
É a Taça de Portugal.
É o Bruno Alves. A quem apenas falta sair do FC Porto para passar a ser, por todos reconhecido (incluindo os míopes), como um dos melhores centrais do mundo.
É o Hóquei.
É o Andebol.
É mais uma humilhação com o Pereira que os vermelhos nunca quiseram.
É o mais grande Orelhas.
É o cada vez mais grande Rui Costa.
Era o cada vez mais grande ainda Quique “bem falante e pouco mais das” Flores.
É a oposição. E a guerrilha que aí vem.
É o Veiga (era lindo ver o Veiga à frente dos vermelhos !!).
Vai ser o Jesus.
Vai ser um ai Jesus.
E um pobre Jesus.
É o desmoronar de um clube.
É a falência que está à porta.
É o caminho para o abismo.
Ali ao virar da esquina…

Mas tudo isso não lhe permite, nem eu lhe admito, que se dirija nos termos em que o fez a alguém como o Dr. Pôncio Monteiro.

Um Portista distinto.
Um Dragão pleno.
Um dirigente de eleição.

Quando se preparar para falar em tal personalidade, perante a qual eu me vergo, por favor, lave antes a boca.

Obrigado.
E as melhoras.

Justiceiro Azul disse...

O Ricardo deu um tiro no pé...

Ricardo disse...

Azzulli,

"Este video mostra o que a Benfica TV pretende fazer: lavagem cerebral aos seus adeptos. Eu acho que a maioria dos vermelhos tem por verdade indiscutivel o que o relatador diz. Portanto, o homem certo à frente do microfone escreve a história do jogo à moda vermelha."

Isto dito por um adepto que tem como seu presidente o Pinto da Costa, que não faz outra coisa que lavagens cerebrais aos adeptos do Porto de há 30 anos para cá.

Quanto ao vídeo, já disse: é imbecil. Soares é um faccioso. Como o Pôncio e o Mestre Alves e muitos mais, sejam adeptos do Benfica, do Porto ou do Carcavelinhos. Absurdo é querer fazer deste vídeo o exemplo de como são os benfiquistas, com a justificação quase surreal de que os benfiquistas são isto e os portistas aquilo. Isso é que é absurdo.

Situacionista,

"É mais um campeonato. O Tetra."
- Merecido.
"É a Taça de Portugal."
- Merecida.
"É o Bruno Alves. A quem apenas falta sair do FC Porto para passar a ser, por todos reconhecido (incluindo os míopes), como um dos melhores centrais do mundo."
- Não reconheço hoje nem o reconhecerei no futuro. Até te digo mais: se o Alves for para um campeonato competitivo, rapidamente será suplente e daqui a um ano já ninguém se lembrará dele. Se quiseres discutir as suas qualidades e defeitos, posso fazê-lo. É só pedires.
"É o Hóquei." - Mais ou menos merecido. As arbitragens no hóquei estão ao nível do futebol dos anos 90. Provavelmente não consegues ver isto, como não conseguiste ver nos anos 90 no futebol, mas basta ires aos jogos para perceberes a tendência azul dos árbitros. De qualquer forma, têm uma boa equipa e 8 campeonatos seguidos não são coincidência.
"É o Andebol." - Merecido. Bela equipa e belo treinador. E um treinador sem tiques provincianos, um treinador com classe e civilidade, que é coisa que nem sempre abunda por esses lados.
"É mais uma humilhação com o Pereira que os vermelhos nunca quiseram." - Humilhação? Diria mais: falta de escrúpulos na forma de lidar com estas situações. Mas isso, para ti, deve ser motivo de orgulho.
"É o mais grande Orelhas." - Este, realmente, tira-me do sério, admito.
"É o cada vez mais grande Rui Costa." - Não confundas Rui Costa com o Orelhas nem com qualquer dirigente do teu clube. São léguas de distância moral.
"Era o cada vez mais grande ainda Quique “bem falante e pouco mais das” Flores." - Um treinador sem capacidade de adaptação. Defendi a sua saída.
"É a oposição. E a guerrilha que aí vem." - Vamos ver. A antecipação de eleições tão repentinamente vai dar lugar a uma certa guerrilha, concordo.
"É o Veiga (era lindo ver o Veiga à frente dos vermelhos !!)" - Espero que não. Com Veiga no Benfica, estaríamos mais perto de vencer, isto por uma razão simples: aprendeu com Pinto da Costa a arte de dominar o futebol português por meios ínvios. E isso não me interessa. É que há quem não queira ganhar a todo o custo, meu caro. Mas sei que não vais perceber isto nunca.
"Vai ser o Jesus.
Vai ser um ai Jesus." - Não acho. Acho que pode ser uma boa solução para o Benfica. É competente, conhece o campeonato português e a grandeza do Benfica. Isso é muito mais importante do que chamar um estrangeiro que não conheça este lamaçal. Mas, claro, o problema do Benfica está longe de passar pelo treinador.
"É o desmoronar de um clube.
É a falência que está à porta.
É o caminho para o abismo.
Ali ao virar da esquina"
- Não acredites nunca isto, Situacionista. O Benfica, apesar de doente, nunca vai cair no abismo. E quanto mais acreditares nisso mais te irás enganar no futuro.

"Mas tudo isso não lhe permite, nem eu lhe admito, que se dirija nos termos em que o fez a alguém como o Dr. Pôncio Monteiro."

O Pôncio é Dr? Que fino. Pois eu, nas declarações que lhe vejo fazer, acho-o mais um trolha. Com respeito aos trolhas.

Fanático disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fanático disse...

Ricardo: "O Pôncio é Dr? Que fino. Pois eu, nas declarações que lhe vejo fazer, acho-o mais um trolha. Com respeito aos trolhas."

Já lhe foi dito que não é obrigado a participar neste blogue, mas quando o faz, faça-o com elevação, como sei que é capaz e já o fez noutras ocasiões.
De outra forma, só se reconduz aos tais outros ensanguentados que qualifica como imbecis...
Quer um exemplo recente, de ontem? Ainda para mais presidente da Assembleia Geral? Que Vilavinho...

Ricardo disse...

Fanático,

esclareça-me uma coisa: o Pôncio é familiar de algum de vós? É que se for, tudo bem, aceito a vossa questão e não lhe chamo trolha. Se não é, não vejo em que é que isto pode chatear alguém. É a minha opinião apenas. Como você agora acabou de chamar imbecil ao Vilarinho e eu não estou chateado com isso, aceito que o diga e, mais, concordo consigo.

Agora por sermos de um clube temos de defender todos os do nosso clube, mesmo que sejam, comprovadamente boçais de primeira água? Só se formos mentecaptos ou lavados cerebrais, que não é meu caso e, julgo, não é o seu.

rapariga do norte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rapariga do norte disse...

Meu caro Ricardo, é verdade que pelo facto de sermos portistas não temos de gostar e defender todos os que partilham o amor por este clube...
Agora o que é um facto é que o Dr. Pôncio é um membro muito querido pela maioria da familia portista... Por isso respeite-o pelo menos nos blogs de adeptos portistas...

Barba azul disse...

Ricardo,

Mais uma vez, agora na resposta ao comentário do Azzulli, as tuas apreciações estão cheias de certezas sustentadas nas tuas convicções e que pretendes que aceitemos como dogmas.

Tem paciência, é preciso mais do que isso!

Já que te disponibilizas, começa lá, sabichão, por nos brindar com a tua demonstração da mediocridade do B. Alves e porque razões lá fora se vai apagar. Mas com algumas regras, se fazes o favor: escolhe um termo de referência internacional como termo de comparação; podes usar também o Luisão, se quiseres; utiliza tanto quanto possível aqueles dados estatísticos chatos, não sei ao certo quais mas os que se apliquem à posição e funções dele; acrescenta informações acessórias sobre aquelas coisas que não se exigem à sua posição habitual, como golos marcados; podes, e deves, dedicar um capítulo aos aspectos disciplinares (mais uma vez comparativos, mais uma vez podes por exº incluir o Luisão); Apresentas conclusão com base na tua análise.

Se te sobrar tempo, podes também dar-nos finalmente dados comparados Porto-Benfica sobre a arbitragem nos anos 90, para que passemos a dizer amén quando falares futuramente sobre o assunto.

E já agora, uma coisa é um discurso inflamado e irónico, como é (já foi mais) o do Pinto da Costa, exaltador de antagonismos, é verdade, outra é a manipulação e deturpação, contínua e sistemática, da informação e da opinião, ao longo dum jogo, como vemos naquele filme.

O Situacionista disse...

Como já houve respostas, não posso apagar um certo comentário.

É que há certas pessoas que habituadas que estão aos trauliteiros (adeptos e dirigentes)do seu clube, pensam que é assim por todo o lado.

Não é.

Mas como é tudo uma questão de educação, ou se teve ou já não se vai a tempo.

Ricardo disse...

Rapariga do Norte,

consigo compreender o seu ponto de vista.

Barba Azul,

"Mais uma vez, agora na resposta ao comentário do Azzulli, as tuas apreciações estão cheias de certezas sustentadas nas tuas convicções e que pretendes que aceitemos como dogmas."

O meu caro insiste nessa conversa. Diga-me uma coisa: quando o Barba escreve não está a fazer apreciações "sustentadas nas tuas convicções e que pretendes que aceitemos como dogmas"? Qual é a diferença para as minhas afirmações? Eu não pretendo que ninguém aceite nada do que eu digo como dogma. Limito-me a dar uma opinião. Se o meu caro discorda dela, pois faça o favor de argumentar, que estamos cá para isso, se for o caso. Essa conversa de que eu venho aqui querer não sei o quê, além de repetitiva e falsa, torna-se chata.

Quanto ao Bruno Alves: não gostei do tom do seu comentário. Gosto de ironia mas não gosto do sarcasmo descabido. O meu caro terá uma opinião sobre o Bruno, certo? Pois eu também tenho. Que tal, então, falarmos de futebol e deixarmos a retórica no bolso das calças, pode ser? Quando me der a sua opinião sobre o Bruno Alves como jogador, dar-lhe-ei a minha. E, para que me não condene outra vez de querer dar os meus dogmas, digo-lhe que será a MINHA opinião, compreendeu? A minha. A sua será a sua. E nada disto tem a ver com o que você diz que eu digo nem a ver com o que você diz que é a forma como eu digo o que digo. Percebeu? Então venha de lá essa análise, Barba.

"Se te sobrar tempo, podes também dar-nos finalmente dados comparados Porto-Benfica sobre a arbitragem nos anos 90, para que passemos a dizer amén quando falares futuramente sobre o assunto."

Eu não quero amén de ninguém. Eu vi futebol nos anos 90 e, para mim, é evidente que o Porto foi favorecido nessa década. Não quero convencer ninguém, meu caro. E acho curiosa a sua forma de pensar: como não tenho provas não existiu, certo? É giro. O Pinto da Costa pensa o mesmo. Conceitos como a moralidade, a decência, o respeito e a verdade desportiva são questões distantes. Mas se quer factos (pouquíssimos na imensidão do que nunca vai aparecer, mas enfim...) aconselho-o a ir ler as escutas em que o seu Presidente foi apanhado. Se você acha que aquilo é decente, não vale a pena mais conversa sobre o assunto. E, claro, não vale vir com a única escuta do Vieira em que ele fala sobre os árbitros que prefere, como normalmente era feito para os dois presidentes da final da Taça de Portugal. O problema é exactamente este, Barba: vocês podiam ganhar mas admitir que alguma coisa foi feita na ilegalidade ao longo dos anos. Mas não admitem. Quer dizer, tenho um amigo portista que admite, é um oásis no deserto. Tenho em orgulho em tê-lo como amigo porque demonstra capacidade para pensar por ele próprio sendo adepto de um clube em que a vénia celestial ao Papa é o ponto de ordem.

Eu digo-lhe uma coisa: se o meu clube tivesse ganho da forma como seu ganhou ao longo de duas décadas, se o meu clube tivesse sido construído através de uma

Ricardo disse...

mentalidade tacanha, provinciana, baseada na cultura do "os vermelhos são maus, nós temos de fazer tudo para os derrotar", baseada na cultura das tácticas de criar temor (túnel, guarda abel, jornalistas ameaçados e agredidos, treinadores e jogadores agredidos, testemunhas agredidas, etc, etc, etc), da recepção de árbitros em casa para, e cito, "aconselhar o árbitro em problemas familiares", das viagens pagas a árbitros para o Brasil, se tudo isto se passasse no meu clube, meu caro, eu tinha vergonha na cara, como o Afonso, esse meu amigo, tem. E sabe? Ele é um portista dos sete costados! Defende o clube, acompanha o clube, ama o clube mas não é cego nem surdo nem mudo. E usa a lucidez e inteligência para analisar o futebol. Ele gosta de ganhar, claro, mas tem vergonha daquilo se passou no passado e que, quer você queira quer não, foi a alavanca para tirar o Porto do bairro das Antas e elevá-lo a grande clube europeu.

No outro dia comentava isto com um amigo: deve ser preciso ser esquizofrénico para se ser portista (portista que defenda Pinto da Costa, entenda-se): no seu trabalho, na sua vida pessoal, com os amigos, na praia, na escola, na empresa são pessoas com princípios, têm moralidades, gostam da civilidade e das boas maneiras; no futebol, só porque ganham, fingem não saber de nada, não conhecem nada, nunca viram nada, nunca ouviram nada.

Deve ser difícil ter a coluna torta. Mas há quem não viva, Barba Azul. Por muito que lhe custe.

No dia em que um Presidente do Benfica seja apanhado num décimo das escutas em que o seu foi apanhado, eu deixo de acreditar nesse homem para sempre e pedirei a sua demissão. Percebeu a diferença? E isto não é porque o Benfica não ganha, não é por inveja, não é por nada, é porque há valores fundamentais para a minha vida. E eles não são desprezáveis em nome de coisa nenhuma, muito menos de vitórias no futebol. Aliás, já disse atrás: não tenho dúvidas de que se o Veiga entrar para o Benfica, o Benfica volta a ganhar. E sabe uma coisa? Eu não o quero no Benfica. Porque eu não suporto a ideia de um presidente do Benfica vir imitar hábitos do Papa do futebol português.

Justiceiro Azul disse...

Ricardo

Você tem o privilégio de entrar neste blog, ler o que é escrito aqui e até comentá-lo, sem ser de maneira nenhuma censurado! Pense um pouco nisto.

Em que blog vermelho seria isto possível acontecer? Mesmo depois de você chamar trolha ao Pôncio Monteiro, todos foram cordiais consigo. Chama-o de trolha porquê? Por falar à Porto? Se é isso, grande PROVINCIANO você me saiu.

Vem aqui também falar de equizofrénicos! Mas você que tem o privilégio de poder aprender alguma coisa neste blog, continua exactamente o mesmo cego e ignorante, falando de coisas de futebol, que quando aqui chegou. Não aprendeu nem um bocadinho?

É a "minha opinião", é o que "eu acho". Não! Você não acha, você tem a certeza inabalável, que até é corroborada por UM (1) amigo portista! Mas já que fala em problemas mentais, não será você o Dr. Jekyll, e o seu amigo o Mr. Hyde?

Olhe, não tenha tantas certezas, tudo é possível, até que tudo o que você diz está errado e nós certos.

Barba azul disse...

Ricardo,

Não tenho tempo para lhe responder. E por outro lado, não sei se vale a pena.

Só algumas notas:
1 - Quem veio aqui falar sobre a arbitragem que terá beneficiado o Porto nos anos 90, ou duvidar da qualidade futebolística do B. Alves, é o Ricardo. Não lhe parece que compete a si essas provas?
2 - Tenho pena de o incomodar tanto por insistir em que sustente o que diz com factos, mas de facto até agora estava convencido que seria normal termos alguma vez que provar aquilo que dizemos, uma vez que alguém diga o contrário.
3 - Incomodou-o o sarcasmo? De facto, não é meu costume. E foi contrariando-me que pus lá o "sabichão". Mas a sua resposta azeda e a sua presunção tiraram-me qualquer remorso por isso.
4 - Não tenho a certeza do que quer dizer com o "ter a coluna torta", mas se bem o entendo, não se me aplica. Como lho posso demonstrar, se estiver interessado em o comprovar.

Ricardo disse...

Justiceiro,

"Você tem o privilégio de entrar neste blog, ler o que é escrito aqui e até comentá-lo, sem ser de maneira nenhuma censurado! Pense um pouco nisto.

Em que blog vermelho seria isto possível acontecer?"

Você acha isto uma coisa de outro mundo? Eu acho normalíssimo. Pergunta em que blogue vermelho? No meu, por exemplo. Sempre que quiser ir comentar alguma coisa, pode ter a certeza de que não será censurado. O que acho curioso é o amigo achar que um benfiquista vir aqui e ter o "privilégio" de ler o que é escrito e até comentar é uma coisa sublime. Acho normal. Entre pessoas normais, claro.

"Mesmo depois de você chamar trolha ao Pôncio Monteiro, todos foram cordiais consigo. Chama-o de trolha porquê? Por falar à Porto? Se é isso, grande PROVINCIANO você me saiu."

Acha mesmo que é por falar à Porto, Justiceiro?

Quanto ao resto que disse, tenho pena de que seja mais um a esconder e a esconder-se. Mas isso é normal. Felicito-o na mesma pela graça que teve. A sério, achei cómico! Sem qualquer tipo de ironia.

Barba,

esperava uma análise ao Bruno Alves que não existiu da sua parte.

Quanto aos factos, falei-lhe em alguns. Mas, lá está, o meu caro usou da estratégia de que falo atrás: nunca viu, nunca ouviu e de nada sabe.

rapariga do norte disse...

Caro Ricardo...
Acho que ninguém o ofendeu para você nos chamar esquizofrénicos. Sim sou Portista e sim defendo o Pinto da Costa em primeiro lugar porque é o nosso presidente,e porque ele sempre defendeu e defende o clube que eu tanto amo. Mais uma vez lhe peço e espero que não fique ofendido mas não nos ofenda a nos.

bjnho azul e branco para todos os portistas e desportistas

Justiceiro Azul disse...

Alto lá e pára o baile, ó Ricardo!

Vamos lá a ver uma coisa, parece-me que aqui somos todos pessoas inteligentes, mas você quer-nos fazer passar por parvos a todos. Ou então é um ingénuo de todo o tamanho.

Então diz-me a mim "tenho pena de que seja mais um a esconder e a esconder-se". Mas eu é que escondo? Então e quem é voce? Um S. Tomé dos tempos modernos?

Diz que no dia em que souber que os títulos do seu clube não são ganhos honestamente, deixa de acreditar? Mas do que é que você precisa? De uma confissão dos presidentes dos seus clubes? Que peçam para ser escutados?

Diga-me lá qual é o maior modelo de virtudes do seu clube.

O velho bêbado gaiteiro, que anda com míudas com um terço da idade dele e deixa a mulher em casa?

O foragido em Inglaterra?

O negociante de pneus, cadastrado, com um enriquecimento galopante e rodeado de seguranças que dão porrada, que teve um armazém incendiado em circunstâncias suspeitas, e empregados presos por tráfico de droga, em camiões da empresa?

O novo rico que fazia vida de estadão e dcelarava o salário mínimo?

Talvez o dono do hotel Altis, ou será do Penta (nome curioso) que até é unha e carne com o NGP, será também um modelo de virtudes?

Então você que diz que boçais e truculentos há em todos os clubes, mas trapaceiros é só no Porto?

Tenha dó e não se faça passar por parvo nem a nós.

Barba azul disse...

Ricardo

Já devia estar preparadíssimo para discussões non sense, depois de 17 anos de casamento, mas afinal vou fazer o mesmo que tenho feito durante estes 17 anos: desisto!
As ervilhas com presunto e ovos escalfados seduzem-me mais do que uma discussão estéril consigo.

É servido?

Justiceiro Azul disse...

E já agora, páre lá com essa pantomina de menorizar a escuta ao seu presidente, o que está em causa não é o facto da tradição que você indica. O que interessa é o que ele DISSE. Demonstrou clara preferência por árbitros.

Escuso de o lembrar que o alvo das escutas era o Valentim, ninguém o perseguiu com isso, e logo quando ele aparece, lá vai uma destas.