quinta-feira, 22 de março de 2007

Valentim Loureiro ... na RTP !!

O Major vai hoje à noite dar uma entrevista à Judite de Sousa.
E eu vou estar muito, muito atento...

É que, por mais enganado que possa estar, ninguém me tira da cabeça que o Major não vai perdoar os ataques cerrados que tem sofrido do seu ex-grande aliado Orelhas.
.
Todos sabemos como é que o Major e o Orelhas congeminaram a vitória nas penúltimas eleições da Liga que geriu o futebol de 2003 a 2007. Curiosamente o período abrangido pelo apito dourado.
Todos sabemos que essa aliança levou ao poder nomes como Cunha Leal, Gomes da Silva, Pedro Mourão, Cebola (os 3 últimos formaram, entre outros, a mítica e inesquecível Comixão de InDsciplina !!), Adriano Afonso, etc.
Todos sabemos o que disse o Orelhas, a propósito da derrota para o FC Porto no processo de renovação com a Iankauskas, sobre essas eleições da Liga e que passo a citar de cor: “O que é importante é ter pessoas na Liga” !!!
Todos sabemos que o Major sempre foi um defensor da causa anti-portista !
Todos sabemos que essa Liga patrocinou o Estorilgate !!
Todos sabemos que ninguém investiga esse famoso jogo do Algarve e que, inclusive, há notícias nos jornais online que misteriosamente desaparecem ...
Todos sabemos que há no apito dourado escutas do Orelhas a escolher árbitros que, MIRACULOSAMNETE, não deram origem a nenhuma investigação.
Todos sabemos que o apito dourado acaba em Leiria.
Todos sabemos que o apito dourado foi criado para DERROTAR o FC Porto.
Todos sabemos que o apito dourado só nasceu porque EM CAMPO quem continuava a ganhar, sem cessar, eram os melhores, o FC Porto.
Todos sabemos isto e muito mais.

Entretanto, em determinada altura o Orelhas começou a ver que ou era o apito dourado a vencer o FC Porto ou não conseguia ganhar nada com o maior clube da estratosfera.

Aí teve de tomar uma decisão – para chegar a Pinto da Costa e ao FC Porto era necessário ABATER o seu velho aliado, Valentim Loureiro.

E então lançou-o às feras “Major, olhe que o apito vai apitar....”

Pouco depois sai o livro da Sr.a D. Carolina.
Qualquer pessoa que não se queira deixar passar por inocente sabe que esse livro teve um ALTO PATROCÍNIO !!!
De quem ? Ora imaginem lá....

E o apito lá deu umas assobiadelas....

Bom....é neste cenário que o Major hoje vai dar a entrevista.

Como disse, eu até posso estar completamente enganado, mas percebem a minha curiosidade ?....

Ah, entretanto, um dos principais pontas de lança da corja jornaleira anti-portista que está à disposição dos MANDANTES, à cautela (bruxo !!), com receio que aconteça o que eu também imagino que possa acontecer, já começou o contra-ataque...

P.s. – Notem que eu nem sequer simpatizo com o personagem (Major), ainda por cima porque sempre esteve contra nós !!! E logo, até pode continuar a estar. Mas isso não seria novidade. Era mais do mesmo.

5 comentários:

F.C.Limpa Tudo disse...

Caro Situacionista

Excelente, parabens.

Subscrevo em absoluto.
Já agora coloque este texto na caixa de comentários do Zirtaev, relativamente a um último post(O que se lê por aí), que vem a calhar.

Cumprimentos

Zé Luís disse...

Pior, situacionista, o AD já não vai a Leiria. os casos de lá têm sido arquivados: com a presidente Isabel Damasceno e o presidente Bartolas. É Porto e Porto, isto é, Boavista e FC Porto.
Agora, também estou curioso sobre o major, porque quando a Carolina fez uma espécie de livro o próprio major disse na tv que acreditava saber, ou supunha com forte probabilidade de êxito, quem estava por trás de tudo.
Vamos lá saber...

O Situacionista disse...

Não consegui ver a entrevista de ontem na íntegra.
Mas vi vários extractos.

E o que penso é o seguinte:

É minha opinião que ontem foi o início do FIM do apito dourado.

Sem atacar por aí além, embora no seu estilo truculento e aqui e acolá até agressivo, o Major expôs ao ridículo os fundamentos dos factos que lhe são imputados.

Mais, mostrou que há factos DECISIVOS que, pura e simplesmente, não têm qualquer sustentação (viajem de Pinto de Sousa a Moçambique e a manutenção de Pinto de Sousa à frente dos destinos na arbitragem; e não só, e esta então é HILARIANTE – o procurador-adjunto de Gondomar alega que o Major teve o apoio de Pinto da Costa para ganhar as eleições da (des)Liga em 2002 !!! Meus Deus !!!! A (des)Liga do Cunha Leal, Mourão, Cebola, e afins.....é de loucos !!!! Quando Pinto da Costa e o FC Porto apoiaram o Guilherme Aguiar que não conseguiu passar, como ele não se cansa de repetir, de candidato a candidato....).

E quando o Major deu os números de escutas que foram feitas sobre ele....SÓ NÃO DEVEM ESTAR GRAVADAS AS CHAMADAS PARA O CÃO....

Para já não falar no número notícias que saíram sobre ele, que ele, pelos vistos, contabiliza, e que ontem divulgou....INACREDITÁVEL !!!!! VERDADEIRO MASSACRE !!

Espectacular a comparação entre os comentários do PGR sobre os desenvolvimentos do apito dourado e o resultado de um jogo de futebol !!

De facto, a Justiça deve ser CEGA e não tomar “partidos” !! Não deve ser alegre e “vitoriosa” !!! A única vitória na Justiça deve ser atribuída À PROCURA DA VERDADE !!!

É claro que eu não iria tão longe como foi ontem, na SIC notícias, em comentário à entrevista do Major, o advogado António Marinho que chegou a defender que o Major face à vergonha da condenação pública que já sofreu tem o direito e até a necessidade de ser julgado na televisão.
Não, eu não iria tão longe.
Mas que dá que pensar, dá !!!!

Basta (tentar) imaginar – e se a vítima fossemos nós ?

Major, apesar de não colher da minha parte grande simpatia, não posso deixar de lhe dar os meus sinceros PARABÉNS !!!

P.s. – Em relação aos números que o Major divulgou sobre o massacre noticioso, e para compararmos com os do NGP, basta multiplicar os do Major por 30......

O Soldado Azul disse...

Bom,
Eu vi a entrevista e as ilacções que retiro são as seguintes:
1 - As escutas (3) transmitidas dizem tudo!!! Parece-me indubitável (e não falo da linguagem utilizada...) que o Major influenciou e de que maneira as arbitragens...Falo estritamente em relação às conversas telefónicas gravadas que ouvi ontem na entrevista...Não falo da viagem do Sr. Pinto de Sousa a Moçambique nem o que a Carolina referiu sobre o Major, etc... Mas como não tenho competência para condenar ninguém, nem igualmente para julgar e decidir aguardemos pelo desenvolvimento de todo este processo judicial e ver qual o resultado...
2 - Não obstante considerar o estilo do próprio grosseiro e agressivo não posso ficar indiferente a algumas afirmações proferidas pelo próprio, a saber:
- o numero infindável de acusações por parte da imprensa, esquecendo-se que até transitar em julgado presume-se a inocência e que o homem tem família: inqualificável!
- a ser verdade e tal como o Situacionista já referiu, os parabéns do PGR não pelo apuramento da verdade mas pela acusação! Como é possivel ?!?!?!
- O nº totalmente inaceitável (17.000 chamadas gravadas !!!!!) para apuramento de apenas 14 !!! Independentemente do nº de escutas apuradas, é uma autêntica invasão de privacidade pela PJ! Não percebo como isto é possivel!!! Quando penso igualmente que pode ser com qualquer um de nós, acredita Situacionista, tens toda a razão quando afirmas que efectivamente dá muito que pensar !!!
Parece-me que sob o ponto de vista da estratégia, o Major esteve bem (imagino que devidamente preparado pelo seu advogado..), a forma como se vitimou (principalmente no fim, quando referiu que se não tivesse forças por consequência do massacre da imprensa as consequências poderiam ser desastrosas...) vai certamente condicionar a condução de todo este processo, independentemente da isenção/imparcialidade que supostamente deve ser objecto da condução de julgamentos por parte dos juízes!!
Saudações

Eterno Dragao disse...

Situacionista: concordo com tudo o que dizes sobre a entrevista de Valentim Loureiro.

Estava claramente no "seu terreno". Ele é muito bom na televisão.

Acho que era bom pensarmos, na qualidade de contribuintes, que andam a ser gastas barbaridades a investigar uma acusação por alegados "puxões de orelhas" a árbitros. Tudo isto com o único objectivo de ferir Pinto da Costa e Valentim Loureiro.

O mais grave de tudo é que estão a conseguir. Isto já se arrasta há mais de dois anos!