segunda-feira, 11 de maio de 2009

O Porto está na rua...






28ª jornada da Liga Portuguesa 2008/2009
10 de Maio de 2009
Estádio do Dragão, no Porto
Árbitro:
Artur Soares Dias (Porto)

FC PORTO: Helton; Fucile (Sapunaru aos 75m), Rolando, Bruno Alves «cap» e Cissokho; Tomás Costa (Farías aos 46m), Fernando e Raul Meireles (Andrés Madrid aos 81m); Mariano, Lisandro e C. Rodríguez;
Treinador: Jesualdo Ferreira;
.
NACIONAL: Bracali; Patacas «cap», Maicon, Felipe Lopes e Alonso; Leandro Salino (Miguel Fidalgo aos 80m), Cléber e Luís Alberto (Fabiano aos 59m); Ruben Micael (João Aurélio aos 54m); Nené e Mateus;
Treinador: Manuel Machado;
.
Resultado final: 1-0;
Marcadores: Bruno Alves (aos 48m);

Soltem-se as vozes.
Levantem-se as bandeiras e os cachecóis.
Ouçam-se as buzinas.
Abram-se as garrafas de champanhe.

Contra tudo e contra todos.
Principalmente contra os campeões da "treta".
Aqui estão os TETRACAMPEÕES!!!
(vejam o vídeo da festa e da conferência de JF (emocionado) com os jogadores a entrarem de surpresa - absolutamente imperdíveis)
.
Agora vamos festejar. Mas amanhã há que dirigir todas as baterias para o Jamor, porque (como muito bem refere o Fucile infra) este clube alimenta-se de títulos.











































.
O golo da consagração:



As palavras dos tetracampeões:
Jesualdo Ferreira
«Tive o gosto de cumprimentar os jogadores um-a-um no relvado, que é local em que devem ser felicitados os campeões. Tínhamos uma grande vontade de ganhar o campeonato aqui, com os adeptos. Foi por isso que revelámos alguma ansiedade pelo apito final. Não fizemos um grande jogo mas o mais importante hoje era ganhar. Tivemos sempre uma atitude de enorme garra e dedicação, mas os nossos objectivos não terminam aqui. Ainda temos dois jogos para ganhar no campeonato e uma taça para conquistar».
Sobre a evolução da equipa: «O F.C. Porto foi melhor na maneira como conseguiu sair de uma situação de transformação da equipa, soube preparar-se para ganhar e que, depois de encontrar o seu ritmo, conseguiu uma série de jogos muito bons. Há algum tempo, ninguém acreditava nesta equipa, mas eu sempre acreditei nestes jogadores. Eles é que foram os grandes campeões. Nunca nos desunimos, nunca ninguém conseguiu desunir-nos e foi exactamente por isso que conseguimos chegar à frente dos outros».
Mérito partilhado: «Quero deixar uma palavra de agradecimento à administração, que sempre me apoiou, à equipa técnica, que possuiu aquilo que define o espírito do F.C. Porto, à equipa médica, que é das melhores com quem trabalhei ao longo da carreira e ao Antero Henrique, que é um dirigente de grande gabarito e que ocupa uma posição de grande importância na estrutura ganhadora do F.C. Porto. Mas quero deixar uma palavra especial de agradecimento ao presidente, que me permitiu ter sucesso e estar a partilhá-lo com todos. Agora posso dizer que sou o único treinador português tricampeão».

Fucile
«Seja por um ponto, seja por quatro, seja por meio ponto, voltámos a ser campeões. Fomos os melhores e isso é o que fica. Foi um trabalho imenso de toda a equipa, que é um grupo espectacular. Graças a Deus vencemos outro título. Aquilo com que fico desde grupo é um coração imenso, porque para ganhar títulos é necessário coração. Nós tivemos muito coração e muita garra. Somos os melhores. Demonstramos muito futebol, muita qualidade, com jogadores extraordinários. Não foi por acaso que ficámos entre os oito melhores da Europa. Há que repetir isto e voltar a ganhar títulos, porque este clube alimenta-se de títulos. No início diziam que esta equipa não tinha qualidade, mas os jogadores novos mostraram o que valem e fizeram desta equipa ainda mais forte do que a anterior».
.
C. Rodríguez
«Estou muito feliz por ser campeão, nesta equipa que me deu a oportunidade de ter um lugar. Estou muito contente por todos. É o meu primeiro título e dedico-o à minha família e às pessoas que sempre estiveram ao meu lado».
«No próximo ano queremos ganhar mais títulos e voltaremos com força para voltar a ser campeões. Ainda queremos mais um título esta época».
.
.
Hulk
«Este é o prémio para a equipa que foi sempre superior em todo o campeonato. Não me surpreende o título conquistado porque eu sabia que o F.C. Porto é um clube acostumado a ganhar sempre. Estou muito feliz e estou a viver um momento inesquecível na minha carreira».


Um abraço a todos e um forte POOOOORTOOOOO!!!

9 comentários:

dragao vila pouca disse...

Quem é o Tetracampeão? É o Dragão!

Foi difícil, o Nacional foi a melhor equipa, a que jogou melhor -incluindo os jogos da C.League -, no Dragão. Mas, os Campeões, são aqueles que sabem sofrer, que se sacrificam e quando jogam mal, mesmo assim, conseguem ganhar.
Somos a melhor equipa e normalmente, os melhores ganham.

Aos que não se conformam, aos que continuam a ver a árvore e não ver a floresta, aos que continuam a fazer as coisas por outro lado, resta-lhes fazer queixa ao Platini, ao Blatter, ao Barroso, ao Ban Ki-moon, ao Obama, ou até à Nato, e se mesmo assim, não se conformarem...arranquem os cabelos, esgadanhem-se, batam com a cabeça contra a parede, façam e digam, o que quiserem, porque isso, a nós, não nos aquece, nem nos arrefece, somos Tetracampeões e o resto é conversa de perdedores.

Há sportinguista e benfiquistas, que reconhecem no F.C.Porto, a competência, o profissionalismo e a qualidade. Esses, têm o meu respeito, os outros, coitados, vão para o Céu de certeza, pois como diz a Bíblia, é para lá que vão os pobres de espírito...

Um abraço a toda a família da blogosfera portista, que deu, por muito pequeno que seja, um contributo importante, para a conquista do título.

Fanático disse...

Meu querido FCP, mais uma vez, parabéns!

bLuE bOy disse...

Porto, Porto, Porto
és a nossa glória
hoje e mais um dia
mais uma alegria
mais uma vitória…

Ontem, concretizou-se o “sonho” porque tanto ansiávamos ao logo destes últimos meses de competição que se iniciou em Agosto passado… mais uma vez, conquistamos o título... TETRAcampeões, contra tudo e contra to(l)os!!!

Este título, esta alegria, esta felicidade, este sorriso estampado nos rostos de tantos e tantos milhares de Portistas espalhados pelos 4 cantos do mundo, aqui ou lá fora, é justo e merecido para os mais FABULÁSTICOS adeptos do Mundo, deste clube que é o nosso FC Porto, um clube que transporta alma, paixão, dedicação, lealdade, honra e mística. O FC Porto, é tudo isto… e muito mais!

Obrigado aos nossos heróis, aos nossos jogadores, aos nossos bravos guerreiros de azul-e-branco pintados, que depois de travadas tantas e tantas batalhas, dentro de campo, mas ao mesmo tempo, também tendo que lutar ferreamente perante todas as outras que se “faziam por outro lado”, ganharam esta guerra e definitivamente, fizeram vergar os “tais” de sempre, perante a nossa superioridade.

Obrigado ao nosso treinador, o meu treinador, o Prof. Jesualdo Ferreira (e toda a estrutura técnica), que mereceu justamente, muito justamente, na entrada para a consagração, os aplausos, o tributo que todos, ou quase todos, lhe prestaram… e digo “quase”, porque ainda ouvi por lá alguns assobios tímidos, concerteza debitados pelos já habituais Portistas “assobiativos”!

Obrigado ao meu Presidente e toda a estrutura directiva, que contra ventos e marés, contra adversários externos por mais que identificados, mas também alguns “internos”, souberam ser firmes e hirtos nas suas convicções, jamais vacilando ao “primeiro assopro”, para hoje, muito justamente, recolherem os frutos dessa mesma crença pessoal, profissional e jurídica.

ps – Com mais este título, Pinto da Costa, tornou-se na história do futebol, o Presidente com mais campeonatos ganhos, 17 no total, ultrapassando o mítico Santiago Barnabéu, histórico presidente do Real Madrid, que detinha um total de 16, em 35 anos de presidência... Pinto da Costa, ainda só leva 27 anos de presidência, o que engrandece ainda mais o feito (mais um) conquistado!

Obrigado a todos os Portistas, aos bons, aos maus, aos assim-assim, aos que acreditam mais, aos que vacilam mais, aos das vitórias, aos das derrotas, aos crentes, aos assobiativos, aos seguidistas, aos desalinhados, em suma, a todos os que partilham desta paixão imensa, aos tais “mais FABULÁSTICOS adeptos” do Mundo… e talvez até da Europa e arredores!

Por fim, uma palavra para todos os Bloguistas ou dos Portais, para todos os administradores dos mais diversos espaços de tertúlia Portista na internet, para todos os seus colaboradores, para todos os seus leitores/visitantes, para todos os que comentam ou não, para todos os que estão cá, para todos os que está lá fora, para todos aqueles já conhecemos pessoalmente e se tornaram nossos amigos/as, para todos aqueles que continuam anónimos, para todos nós, um OBRIGADO, um MUITO OBRIGADO… este TETRA, este título, ainda que de uma forma residual, também tem algo de nós, também tem um pouca da nossa marca, da nossa dedicação, da nossa alma, da nossa vida, do nosso tempo, da nossa família a quem roubamos tempo para aqui viver e sentir esta paixão, etc etc… este TETRA, também é nosso!!!

BiBó PoRtO, carago!!!

Um forte ABRAÇO para todos NÓS!!!

O Situacionista disse...

Eu diria que o .... País está na rua !

OBRIGADO, MUITO OBRIGADO, FUTEBOL CLUBE DO PORTO !

PARABÉNS a todos os PORTISTAS !



E venha a dobradinha !

O Situacionista disse...

Estas festas são muito cansativas. Ontem foi um dia duríssimo.

Claro que hoje estou tremendamente desgastado.

Tudo começou logo depois de almoço, por voltas das 15h.

Ele foi o basquete (o pavilhão é muito, muito bonito).
Ele foi o Barcarola (finos...).
Ele foi o jogo do Tetra !
Ele foi o selvagem do Bruno Alves a dar mais uma abominável sarrafada que só parou dentro da baliza...
Ele foi o pós jogo.

Ufa !!

Só quero outra daqui a 3 semanas...

rapariga do norte disse...

Parabéns Porto!!!
Somos tetracampeões...
E claro muito Obrigado por mais esta alegria...

P.s. realmente é um orgulho ser4 adepta deste clube...

O Situacionista disse...

Ainda mal começaram as nossas comemorações e já está a corja a tentar apoucar os nossos feitos.

Mas haverá alguma comparação entre o número de adeptos que temos actualmente e os que tínhamos há 30 anos ?

Só os cegos ou os de má fé poderão ignorar a bola de neve, que rola a ritmo infernal, que está criada pelo massa adepta portista a nível nacional e mundial e que daqui a meia dúzia de anos será BRUTAL.

Hoje no Maisfutebol vem este artigo:



“F.C. Porto: ganhar é excelente, mas continua a faltar o resto

Luís Sobral

O F.C. Porto é campeão e acho que ninguém pode contestar que ganhou porque foi o melhor.

Foi o melhor por mérito próprio e por demérito dos outros.

Em doses pelo menos idênticas.

O que o F.C. Porto faz há várias épocas é ser razoável. Montou uma boa estrutura, tem valores próprios e segue fiel ao rumo que traçou. Não anda aos ziguezagues, por isso estará sempre mais perto de um final feliz. Ou seja, nada daquilo é extraordinário. É bem feito.

Comete erros? Também, claro. Mas quase sempre menos do que os adversários.

Como os números demonstram, o F.C. Porto ganha mais do que os rivais há duas décadas.

Isso não sucede por acaso.

O que continua por não fazer sentido é que um clube assim, que vence tanto, não consiga aumentar de forma substancial a sua base social de apoio. Não consiga competir com, por exemplo, o Benfica em número de adeptos.

A minha explicação para isso, que vale o que vale, é relativamente simples: aos dirigentes do F.C. Porto tem faltado capacidade para abrir o clube.

Hoje como ontem, vivem fechados sobre si próprios, incomodados com fantasmas e pequenas vinganças. Com esta atitude, acabam por desperdiçar as boas oportunidades de efectivamente crescer, que tiveram nos últimos anos.

Provavelmente, os responsáveis do F.C. Porto acham que assim está bem e que estão a fazer o melhor para engrandecer o clube. É uma opção.

Esta noite, milhares de adeptos portistas voltaram a sair à rua para festejar um título justamente conquistado.

O resto do país foi dormir. É assim há anos.

Algum dia os dirigentes do clube conseguirão fazer o que falta? Já acreditei mais. (...)”




Sinceramente eu gostaria de terminar dizendo o seguinte:

1. Ó corja, tenham lá calma. Serenem. Relaxem. Tomem a medicação. Porque se preocupam tanto ? Afinal a que propósito andam a perder tempo com meia dúzia de noctívagos ??!!...

2. Face à sonolência que alegadamente perpassa o país só vejo uma solução para acordar a malta de norte a sul – continuar a ganhar. Vamos a isso...

Líder Portista disse...

Tetra-campeões somos nos, os outros são campeões da treta!
Um ano dificil, estivemos em 7º na tabela classificativa mas a equipa foi ganhando estofo e destreza, uma bela participação nas competições europeias, estamos na final da taça de portugal e acabamos a 28ª jornada como tetra-campeões.
O campeonato ainda não acabou, temos mais 2 jogos que queremos ganhar.
No basquete fomos infelizes, para o ano espero uma melhor equipa. No hóquei passamos ontem á fase seguinte em rumo ao octacampeonato.
Enfim , mais um ano mais uma felicidade.
Tetra-campeão, a revalidação do titulo.

Dragaopentacampeao disse...

Vitória difícil como se antevia, face à qualidade evidente do adversário em presença que se mostrou sempre incómodo e inconformado. Valorizou por isso a nossa vitória.

O FC Porto não jogou muito bem, o desgaste de alguns jogadores começa a notar-se e disso se recente a exibição bem como de ausências de peso.

Podia ter sido melhor? Naturalmente, mas o que prevalece é que o objectivo foi atingido logo na primeira das três oportunidades de garantir o título.

O Dragão apresentou-se vestido de gala para fazer a festa e a equipa correspondeu ao que dela se esperava: GANHAR!

É este o espírito que marca a diferença e caracteriza os verdadeiros campeões.

Contra tudo e contra todos o FC Porto ano após ano segue a sua passada firme cumprindo a sua vocação : VENCER!

Por tudo isto cada vez tenho mais orgulho em ser portista.

Bem hajam todos quantos partilham desta imensa alegria.

Um abraço