segunda-feira, 8 de abril de 2013

Estamos vivos ! Bem vivos !



Temos pena, muita pena, mas a corja antiportista primária vai ter de meter a viola ao saco. Hoje devem ter engolido um elefante. O campeoanto, ao contrário do que muitos já cantam, está longe de estar fechado.
 
Depois de uma semana de enorme pressão sobre a nossa equipa, exponencialmente aumentada depois da vitória da vermelhada ontem, soubemos sofrer, correr, lutar, apostar e vencer. Com todo o mérito.
 
Claro está que para esta vitória muito contribuiu o papel do nosso treinador. Com as substituições absolutamente decisivas que fez. E que ditaram o vencedor.
 
Pena chamar-se Vitor Pereira. Se fosse Mourinho, a esta hora, era o guru. Se fosse AVB, era o visionário. Se fosse, até, o exterminador implacável, era da mais grande das grandes da grandeza das substituições e das tácticas.  
 
Mas chama-se Vitor Pereira ...
 
Foi uma vitória espectacular. Estamos na corrida. Queremos o título. Vamos lutar por ele. Com todas as nossas forças.  
 
Temos, todos, de apoiar.




SOMOS PORTO

6 comentários:

P. Ungaro disse...

Boas,

Antes de mais esperava que o Braga fosse fiel aos seu principios e viesse jogar o jogo "olhos nos olhos", no entanto foi ao Dragão com um autocarro, defendendo e tentando jogar no contra-ataque, como jogam as equipas que lutam para não descer.
Por isso o FCP teve muitas dificuldades em entrar com bola junto da area do adversário.
Penso que o FCP fez uma boa primeira parte com boas trocas de bola e com objectividade, que resultou no golo do empate. No entanto na segunda parte, e graças ao anti-jogo do Braga o jogo deixou de ter espectáculo e tornou-se desagradável, até que Kelvin desbloqueou com um golo pleno de intencionalidade. A partir daí o FCP soltou-se e fez aquilo que bem sabe jogou a Barça concluindo com mais um golo do Joker Kelvin.
O Porto foi premiado por acreditar e o Braga penalizado por jogar ultra defensivamente.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

Azzulli disse...

Sim, sim, Situacionista.
Ao meter o onze sem estremos, com o Lucho em má forma, e a equipa apática, dificilmente as substituições não resultariam…
Bom seria que formatasse, logo de início, a equipa para ataque em força!

O VP continua a meter os mesmos 11 de inicio, estejam em boa ou má forma, continua a estruturar o onze sem extremos, continua a jogar com 5 médios, continua sem rematar o esperado face à posse de bola, continua a não berrar aos jogadores para se mexerem mais, continua a não “ameaçar” com substituições quando estamos apáticos, continua a ter 11 jogadores na área nos cantos contra, continua a permitir uma anarquia tática nas deslocações dos jogadores, …

Ontem foi um jogo de nervos, que terminou muito bem.
Kelvin fez o jogo da vida dele, pelo menos até hoje.
A equipa com extremos verdadeiros e James no meio joga muito melhor.
Continuamos na luta, à espreita de um deslize!
E… força Sporting! :-)

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Vitória justa e certa frente a um adversário decepcionante que jogou tudo no erro alheio, que até aconteceu por várias vezes.

O actual FC Porto carrega sobre os ombros a responsabilidade de não ter qualquer margem de erro, numa altura em que vem denotando desgaste físico, psicológico e anímico, com as peças nucleares em sub-rendimento e por isso com um futebol lento, previsível e fácil de anular.

Valeu o carácter de alguns jogadores que tentaram remar contra a maré e a irreverência misturada com alguma sorte dos jovens Atsu e Kelvin, que entraram e mexeram com o jogo.

Não me iludo. A jogar desta forma vai ser muito difícil revalidar o título.

Um abraço

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...



caríssimas(os),

é tão mais fácil criticar e/ou assobiar, não é? :D

já demonstrar que estamos de corpo e alma com a nossa equipa do coração, custa um pouco mais...

felizmente que, entre nós, ainda há quem não se resigne e não faça como o Miguel Sousa Tavares, na NORTADA, estenda uma «passadeira vermelha» e deite a toalha ao chão...

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

Azzulli disse...

Situacionista,
Sem querer apaguei o teu comentário... :-)

Fica aqui o que comentaste:

"Azzulli,

Meu caro, como ultimamente é regra, discordo de quase tudo.

Atsu vem de uma lesão e Kelvin já há muito não jogava. Colocá-los de início, não me parece que fosse uma boa opção.

Concordo, no entanto, que Luxo não está bem. E Castro e Defour estão à espreita ...

Interrogo-me ainda sobre o seguinte: se num campeonato onde ainda não perdemos e vencemos quase todos os jogos o treinador merece tantas críticas, o que será quando tivermos um que perca ?..."

Azzulli disse...

Relativamente a extremos e vir de lesões, duas coisas:
1) O Moutinho não jogou em Málaga?
2) Mesmo com eles sem estarem lesionados, nunca têm jogado dois extremos. Joga o Varela ou Atsu ou Kelvin (muito raro). Do outro lado joga um “não extremo” James, Defour, Ismailov…

E é verdade, não gosto do VP.
E prefiro dize-lo e correr com ele, antes que seja ele próprio a ser o tal treinador perdedor.