domingo, 2 de fevereiro de 2014

Tempo

De decisões.

Difíceis e indesejadas.


Há que sentar à mesa, com respeito e dignidade por todas as partes, e fechar a página.


Há um tempo para tudo.



Virar a página, escolher uma alternativa, e seguir em frente...

Seria o que eu faria.



SOMOS PORTO

6 comentários:

O Soldado Azul disse...

Eu gosto muito do NGP e enquanto adepto e socio do NOSSO GRANDE CLUBE, devo-lhe muito, merecendo eterna gratidão! Mas não posso deixar de constatar que ultimamente tem errado! Em jeito de sintese, não temos treinador (e já há muito)! Chegou a hora (já tardia) de dizer BASTA !!!
Só espero que o empate dos vermelhos não sirva de argumento para referir que 4 pontos não são "nada" e que continuamos na luta pelo titulo!! A continuidade será o "arrastar" de um "calvário" anunciado já há muito... !!!

Tiago Stuve Figueiredo disse...

Fez se luz caro situacionista!

Cumprimentos

Justiceiro Azul disse...

Infelizmente não me parece que venhamos a ter essa sorte. Desconfio que o contrato do Paulo Fonseca tenha a obrigatoriedade de ir até ao fim de pelo menos uma época, o Paulo Fonseca tem um padrinho. É triste, mas outros interesses e outros poderes se sobrepõem aos de um comum adepto do Porto como nós.

Justiceiro Azul disse...

Só vejo uma saída para o Porto este ano. Contratar um adjunto que faça de treinador principal sem o outro perder a face. Talvez um Jorge Costa em missão humanitária...

F.C.Porto Ontem, Hoje, Sempre! disse...

Sem querer arranjar desculpas para aquilo que não tem desculpa, reparem na prestação do árbitro que nos apitou na Madeira. Nos primeiros vinte minutos, um jogador do meio-campo do Marítimo conseguiu fazer sensivelmente 10 faltas, sem nunca ter visto o amarelo (até pela sucessão de ocorrências), cortando assim qualquer tentativa de criação de jogo. Corta, mal, um lance de perigo pelo lado esquerdo do ataque do F.C.Porto, assinalando fora de jogo. Termina a primeira parte com a equipa do F.C.Porto no ataque, não permitindo a conclusão do lance. E para finalizar, no período de descontos do final do jogo, dos 4 minutos que deu, dois foram passados com um jogador da equipa da casa no chão, sem que posteriormente tenha permitido que esse tempo fosse reposto.
Depois de ver a arbitragem do jogo que se seguiu ao nosso, fico com a sensação que o caldinho está preparado. Contra o Marítimo, deu para ser de uma forma mais discreta, mas cheira-me que quando tiver que o ser à descarada, também não haverá problema.

Fanático disse...

Foi muito mau e não compreendo como, ainda, a equipa joga cada vez menos...

Não há outra solução que não a apontada!