quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Mas alguém, no seu perfeito juízo, considera MUITO PROVÁVEL a reviravolta na Alemanha ?



O NGP.

É a única explicação que encontro para PF não ter saído. Não existe qualquer outra justificação admissível.

Estará senil ?

Mais alguém considera ?

Eu. Eu também considero muito provável.

Estarei senil ?

Invoco 5 razões:

- Uma, porque vestimos de azul e branco e trazemos ao peito o símbolo do dragão.

- Duas, porque o NGP considera.

- Três, porque, apesar de tudo, os jogadores estão claramente ao lado do treinador (que, verdade seja dita, publicamente sempre os protegeu e defendeu).

- Quatro, porque somos muito, muito superiores a eles.
 
- Cinco, porque o Jackson parou de dar entrevistas e pode ser que se concentre em marcar golos.


E pelos vistos há mais quem considere:
 
 
 
 
 
SOMOS PORTO
 
 
P.s. - E se seguirmos em frente, PF deve continuar no comando da equipa ? Penso que o NGP não tem dúvidas disso. E depois a situação será monotorizada jogo a jogo. A começar na segunda-feira em Guimarães ...
 
P.s 2 - Dói-me ver a situação de Kelvin.

2 comentários:

F.C.Porto Ontem, Hoje, Sempre! disse...

Eu também considero possível.
Acredito mesmo que vamos passar, já que fomos educados a nunca desistir.

Em relação à continuidade do treinador, apesar de achar que não é o único responsável pelo que se passa e não sendo, eu,dos adeptos que vai para o estádio assobiar, considero que depois do que se passou no domingo, só se aguentou mais uma semana, visto os dois próximos jogos serem fora de nossa casa. Depois, dependendo de como correr esses dois jogos a direção irá certamente tomar uma decisão.

Eu confio...

Pés-Juntos disse...

Eu discordo.

Mesmo com mais esta bomba de oxigénio oferecida pelo Presidente, infelizmente não acredito no apuramento.

E os motivos pelos quais não acredito são muito simples: temos que correr atrás do prejuízo e nesta época não me lembro de termos dado a volta a situações de desvantagem, porque pura e simplesmente a equipa perdeu toda a auto-confiança e joga como se a bola queimasse.

Mais, o modelo táctico preferido do treinador é prejudicial às características dos jogadores que ele tem à sua disposição. E como nem a montanha (plantel) nem Maomé (PF) se aproximam, será extremamente difícil virar o resultado.

Por outro lado, ganhando hoje, voltam-se a legitimar todas as más opções tomadas até aqui?

- - - - -

Quero finalizar com uma pergunta: Estaremos nós completamente enganados com os reais responsáveis pelos problemas? Estarão PF e demais elementos da equipa técnica manietados e limitados no exercício das suas funções por situações que não são do conhecimento público e que levam a que o treinador e os jogadores não possam desempenhar as suas funções na plenitude das suas capacidades?

Se querer entrar por especulações baratas cinjo-me ao princípio da "Navalha de Ockham", ou seja acredito que as razões que nos trouxeram até aqui são quase de certeza as mais simples. Teorias conspirativas vendem jornais e alimentam as fantasias de muita gente, quando a realidade é definitivamente mais simples do que pode parecer.