quinta-feira, 3 de agosto de 2006

Caríssimos consócios e adeptos do nosso grande clube,

Caríssimos consócios e adeptos do nosso grande clube,

Tenho estado ausente nos comentários mas permanentemente atento a todas as opiniões, tendo estado em acordo na generalidade.

Antes de mais pretendo cumprimentar os mais recentes aderentes, desejando as boas vindas e manifestar a minha satisfação pela considerável dimensão que este espaço está indubitávelmente a ter. É sinal de que o nosso clube é muito grande, criando uma crescente necessidade da partilha de opiniões entre os seus adeptos. Todos os leitores e comentadores são muito bem-vindos!

No que diz respeito à nossa equipa e em particular ao jogo de inauguração que tive oportunidade de assistir "in loco", alguns considerandos:

- O marketing desportivo é cada vez mais uma realidade! O "branding" é um negócio cada vez mais apetecido, os equipamentos como artigos do clube são muito "procurados" pelos adeptos e consequentemente alvo de estratégia comercial! Seria impensável há uns anos atrás um equipamento como o alternativo apresentado ontem na 2ª parte do jogo, uma vez que não tem "pinga" de azul! Hoje em dia, como os equipamentos têm que ser diferentes (imagem) de época em época, o laranja foi a cor escolhida! Não deixa de ser uma cor inovadora! Particularmente gostei! Fez-me lembrar a "laranja mecânica"! Pois muito bem: passaremos a ser os "dragões laranjinha"!

- A nossa equipa: considero o nosso plantel melhor que na época passada, uma vez que colmatámos algumas lacunas: temos um lateral que pode ser esquerdo ou direito, temos um "trinco" (alternativo ao Assunção) que ontem deu "pancada" mas que já deu "provas dadas" no Leiria que é um "grande" jogador e que, como tal, não devemos "caír no erro" que por ter estado menos bem é mau..., temos "alas" interessantes (gostei do Tarik e do Vieirinha...). Não sei até que ponto um avançado faz falta! Deveremos dar tempo ao tempo e saber se os disponíveis não "darão conta do recado"! Continuo a considerar o Moraes bom jogador que pode ser o verdadeiro reforço! O Anderson deverá ser o "jogador sensação" e no meio campo o Mister deverá optar pela "rotatividade"! Neste sector imprescindíveis na minha óptica são...o Anderson e o Lucho (este último quando em forma), porque se denotar cansaço ou mal fisicamente não pensava duas vezes em utilizar o Ibson...

O Anderson como já li e bem neste espaço, é um "puto"! Como tal devemos não exigir a perfeição, deixá-lo ganhar confiança e "libertar-se"! Tem uns "pés" maravilhosos e espero que possa dar espectáculo! É o único jogador de transição defesa/ataque criativo que temos. Neste sentido, é imprescindível! A diferença em relação ao Diego na minha modesta opinião é cirúrgica: o Anderson recebe a bola e avança para a frente, não perde tempo a preocupa-se rapidamente em circular a bola; o Diego ao recepcionar, "pára" a jogada e fica de costas para a frente, passando a bola para os lados... É igualmente muito bom técnicamente mas um jogador de transição tem que ser rápido...

Em suma estamos mais completos nos diversos sectores. Penso que alguma prudência e serenidade serão adequadas a este início de época que não vale mais do que a mera preparação para a época que se avizinha... O Mister na minha opinião esteve bem nas dispensas já conhecidas, faltando ainda uma, uma vez que pretende, como é público, ficar com 25 jogadores... Devemos aguardar pelos próximos desenvolvimentos... Presumo que um avançado ainda virá, mas se não vier, continuo a achar que os que temos poderão muito bem dar "conta do recado"...É necessário treinar, treinar, treinar... Só assim poderemos ser melhores... Ontem li no "Jogo" que continuamos "débeis" nas bolas paradas...É um facto! O Mister deve "olhar" com preocupação para este factor! No futebol moderno, os jogos ganham-se muitas vezes com lances de bola parada... Quem marcará os livres? E os penaltys? Deixo para reflexão...

Saudações

2 comentários:

dragón disse...

Anderson mete o Diego ao bolso todos os dias.

Quanto às bolas paradas acho que é uma questão muitíssimo pertinente.
Neste momento estamos ainda a sofrer da privação do Deco, que monopolizou durante anos (e bem) a marcação das bolas paradas.
É preciso estabelecer definitivamente as movimentações a efectuar nos livres que acabam em cruzamentos para área e treinar muito a precisão dos cobradores.
Já quanto aos livres directos a conversa é outra. Nas últimas épocas o Deco também cobrou sempre os livres frontais descaídos para a esquerda. O que é verdadeiramente deprimente é que desde os já longínquos tempos do Esquerdinha (e mesmo esse não era espantoso) que já não temos ninguém que marque livres directos de pé esquerdo.

Acho que a solução passa por pegar no Lucho, Ibson, Jorginho, Quaresma, Sektioui (?) e Anderson, M.Cech e Diogo Valente, Ezequias (?) e "massacrá-los" no fim dos treinos com a marcação de livres directos, pelo menos duas vezes por semana. E depois desses escolher aqueles que melhor aprimoraram esta aptidão, estabelecê-los como os marcadores de livres directos definitivos e obrigá-los a treinar os livres durante alguns minutos no fim de TODOS os treinos para ganharem precisão.
Para fundamentar esta minha teoria vou dar só um exemplo que na minha opinião é concludente: se até o cepo do Beto, antigo central do Sporting actualmente no Bordéus, se conseguiu transformar num marcador de livres directos bastante razoável, de certeza que isso também está ao alcance de todos estes jogadores...

O Situacionista disse...

Viva, Soldado !!!

Excelente post e belíssimo comentário do Dragón !!

De facto, já tenho saudades de um grnade maracdor de bolas paradas.
Sousa, Celso, Geraldão, Branco, ....quantas jogos não ganhámos de livre ??? E nos dias de hoje ainda é mais importante !!!
Toca a treinar !!