domingo, 18 de setembro de 2011

Pensaram que bastavam as camisolas ...

Parabéns ao Feirense.

O resultado foi totalmente justo.

A nossa atitude foi ... ZERO ! Má demais para ser verdade.


O VP também teve hoje o seu dia mau. Todos o têm.


Mangala promete.


Walter não devia ser convocado. Como nunca entra, é como se tivessemos só 6 suplentes.
.

Mas o que mais me custou foi a expulsão do nosso miúdo. Que falta nos vai fazer na próxima sexta ...

13 comentários:

Azzulli disse...

Muito mau.
Entramos muito confiantes que era fácil.
E a cada substituição mais nos enterrávamos…

Então tira-se o ponta de lança para ganhar o jogo?
E o que está no banco não entra?

Isto dos pontas de lança está a aborrecer-me profundamente!
Se Walter já no ano passado não interessava, então o plantel para este ano só o tem a ele como alternativa ao ainda verde Kleber?
Tinhamos de ter contratado alguém.

E o James vai fazer aquilo já nos descontos?...
Miúdo! Então?!?
Já era mau o resultado, e agora ficamos sem ele para o próximo jogo?
Que disparate…

Mas enfim.
Foi um jogo.
Que não se repita, e que já o próximo seja totalmente ao contrário, com uma brilhante exibição.

Eterno Dragao disse...

Concordo com quase tudo, exceto com a referência ao Mangala... Confesso que não fiquei nada entusiasmado (bem pelo contrário).

dragao vila pouca disse...

É óbvio que tinhamos de ter contratado alguém para o lugar do Falcao, não contratamos, agora cada vez que as coisas correrem mal, vir com isso, nada resolve. Depois, para ganhar ao Feirense, o Kléber ou o Walter, deviam chegar.

O Mangala, mostrou coisas boas, mas teve azar, entrou num jogo péssimo para brilhar.

O Soldado Azul disse...

Antes de pensar pq razão o Walter n entrou, pergunto pq razão retirou o Kleber?!?!?!
Dp penso (e concordo...): se é para nunca entrar, então é melhor n convocar o Walter...
Qto ao James discordo: o vermelho é profundamente exagerado! Apenas tocou-lhe... Não agrediu... Qto muito, amarelo, nunca o vermelho directo!!!!
O Mangala esteve bem! Foi realmente a excepção a uma "noite" péssima!!!
Por fim, esta mania do VP inventar, n me agrada nem 1 pouco... Estou mto receoso...
Espero que o Hulk e o AP recuperem totalmente... Fazem mta falta...

Dragaopentacampeao disse...

Dois pontos perdidos por culpa de uma exibição deplorável, caracterizada por uma atitude contraproducente, que eu imaginava já completamente erradicada do seio deste valioso plantel. Engano meu e quiçá do próprio treinador que ao invés de corrigir alguns excessos de confiança ajudou a complicar a situação.

Quem porfia, mata caça, quem relaxa passa «traça». Foi o que aconteceu exactamente.

O nulo no marcador reflecte a atroz incapacidade de acertar na baliza. Na primeira parte os nove remates portistas não foram na direcção da baliza e na segunda, os remates mais perigosos esbarraram nos ferros. Varela teve a baliza escancarada e atirou para fora...

Mau de mais para um plantel composto de gente capaz de fazer imensamente melhor. As faltas de Álvaro Pereira e Hulk não chegam para justificar tamanha incompetência.

Que todos aprendam a lição pois exibições similares serão certamente repudiadas pelos incansáveis apoiantes portistas, únicos que mereciam a vitória.

Um abraço

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem fizemos um jogo muito fraquinho. Fizemos uma primeira parte que mais parecia um filme do Manoel de Oliveira.

Perdemos 2 pontos, por culpa própria, pois não encaramos o jogo com a devida atitude desde o apito inicial.

O lance da expulsão de James foi o culminar de um jogo para esquecer.
James levantou-se impetuosamente na direcção de Rabiola, que se aproveitou para teatralizar, levando o árbitro a expulsar o seu colega de profissão. Rabiola pelo menos no teatro terá futuro.

Kléber segundo Vítor Pereira estava tocado e por isso foi substituído.
Não compreendo porque é que Walter não entrou na partida, na qual com a pressão do Porto se adivinhavam muitas bolas perdidas na área, impondo-se por isso a sua presença à falta de melhor.

Ontem ficou claro que sem pudermos contar com Hulk, escasseiam soluções para jogar no centro do ataque.
Iturbe ainda está a marinar e tarda a aparecer, e há que decidir de uma vez por todas se Walter conta ou se é só para fazer número.

O resultado foi justo e mau antes da recepção ao Benfica.

Podíamos com uma vitória ontem e outra diante do Benfica, disparar na tabela classificativa.

Valeu o fantástico apoio dos portistas que se deslocaram a Aveiro, que não mereciam este empate.

Agora há que rever o de menos bom, melhorar e recuperar os jogadores para o jogo diante do Benfica.

Abraço

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

Fanático disse...

Se é certo que não joga, porque convoca o Walter? Não se percebe a atitude da equipa, a reacção de vedetismo do James, as substituições. Vamos acreditar que foi um dia mau...E o resultado foi justissimo!

O Situacionista disse...

"A análise de JVP

Feirense-FC Porto
O que pensará walter?
Foi um FC Porto aquém do esperado, faltando-lhe velocidade, consistência e dinâmica colectiva. Aliás, pensei que, com o fecho do mercado, a equipa-base teria tendência a estabilizar, mas isso ainda não aconteceu. Por razões várias, tem havido muitas alterações nos jogadores utilizados por Vítor Pereira e até na própria estrutura, mudanças que se notam mais no meio-campo, sobretudo na escolha de quem desempenha o papel de médio defensivo. Ter Fernando, Souza ou Guarín nessa função não é a mesma coisa. Guarín, por exemplo, não é um jogador de cortar e entregar a bola; gosta também de construir.

Deste jogo, sobra outra questão importante: o que pensará Walter? Aceitando a explicação de que Kléber não estaria bem fisicamente e que por isso saiu ao intervalo - ele que até nem tinha estado muito em jogo... -, a verdade é que, tendo o FC Porto apenas dois pontas-de-lança, e não estando Hulk em campo para assumir essa função, o que passará pela cabeça de Walter quando vê o concorrente directo sair e, em vez dele, entrar um extremo? Julguei que seriam aproveitados jogos como este para o tornar numa alternativa mais assídua. O resultado não era favorável ao FC Porto e foi difícil perceber a opção do treinador. Viu-se que faltava uma referência na frente, mas o estilo de jogo manteve-se, com bolas cruzadas para a área à procura da finalização, detalhe em que o FC Porto, mesmo com o azar de duas bolas nos ferros, não esteve bem. E, diga-se, também nem sempre esteve bem a defender, ainda que neste capítulo seja justo sublinhar a atitude positiva do Feirense, que soube explorar os espaços e colocar a defesa do FC Porto em sobressalto."

( http://www.ojogo.pt/27-262/artigo947413.asp )

O Situacionista disse...

Jorge Maia n´OJogo:

"Empate com ares de derrota

Há alguns dias, elogiei aqui a capacidade de Vítor Pereira para correr riscos. Ora, há uma diferença considerável entre correr riscos calculados e ser precipitado. E mesmo admitindo que é sempre fácil criticar "a posteriori", o facto é que o treinador do FC Porto tornou a crítica, mais do que fácil, obrigatória. Em vez de correr riscos, Vítor Pereira foi precipitado, desde logo na avaliação que fez do Feirense. Imaginar que a equipa de Quim Machado era o adversário ideal para testar sistemas alternativos no meio-campo e opções de recurso na defesa quando já tinha de lidar com as ausências forçadas de Hulk e Álvaro Pereira foi um enorme erro de avaliação. Estrear Mangala no dia em que, ao seu lado, o central não podia contar com um lateral-esquerdo de raiz, e à frente não existia trinco, foi outro. E jogar toda a segunda parte sem ponta-de-lança, multiplicando os médios e os extremos sem lhes oferecer uma referência na área, foi talvez o maior de todos. De tal forma que os dois pontos que ficaram pelo caminho em Aveiro podem muito bem ser a menor das perdas registadas pelo campeão nacional no jogo com o Feirense. Para já, perdeu a vantagem que tinha sobre o Benfica e o balanço que tinha conseguido construir nos últimos jogos, sendo forçado a apresentar-se no clássico com a pressão do seu lado. Depois, perdeu James, que mostrou ainda não ter a maturidade necessária para carregar a equipa às costas, mas cuja ausência nem Rodríguez, nem Varela, nem Djalma parecem capazes de fazer esquecer. A confirmar ou desmentir no final da semana."

Justiceiro Azul disse...

Não repisando no que já foi dito, não vale a pena. Só um comentário à expulsão do James.

O árbitro pode perfeitamente ter sido enganado pela teatralização do Rabiola, viu-se perfeitamente que ele foi com intenção de lhe acertar mas no final encolheu a mão e só lhe tocou ao de leve.

Acho que já era altura de se castigarem os jogadores de futebol que fazem teatro quando se reveem as imagens na televisão. Para mim é do pior que se vê no futebol e o que mais me irrita! Quantas vezes já vi na televisão aqueles encostos de cabeça ao de leve, com o "agredido" a cair fracções de segundo depois. Porque é que não se fazem sumaríssimos para estes casos?

A maioria dos futebolistas são uns chicos-espertos de baixo nível. No rugby por exemplo, quando se bate é a sério, e quem leva responde também a sério, não há cá meias tintas ou fitas.

Quanto ao jogo, lá perdemos 2 pontos, a altura não é a melhor, mas o ano passado por esta altura também perdemos os primeiros pontos com o Guimarães! E este ano já vi jogos do Porto bem melhores do que os do início da época passada.

P. Ungaro disse...

Boas,

Os adeptos foram os melhores no estadio.

Primeiro penso que o Vitor Pereira não esteve muito bem nas opções, primeiro na convocatória, depois nas opções para a equipa titular e por ultimo nas substituições.
Depois a aquipa esteve apatica, a jogar a passo, sem rasgo.
Espero que o resultado sirva de exemplo para futuro.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.com

O Situacionista disse...

Houve um aspecto que ainda piorou a análise ao nosso jogo de ontem.

Foi o MU-Chelsea.

Ver um jogo a um ritmo alucinante e depois outro parado-paradinho, quase dá sono...

Depois é curioso que os clubes ingleses poupam jogadores na Champions (o MU poupou mais de meia equipa com os vermelhos), enquanto os portugueses e quase todos os clubes dos outros países, têm de fazer o contrário.

Fanático disse...

James: independentemente de ser agressão ou não, é inqualificável a sua conduta. Parece-me, aliás, que se está pretender queimar etapas na evolução de um jogador, fruto- normal-da idade, não tem, ainda, a maturidade da responsabilidade que o treinador lhe está incutir! Espero bem que esteja errado..