segunda-feira, 13 de maio de 2013

ADN PORTISTA = RESPEITO E HUMILDADE

Cássio

Tony, Tiago Valente, Ricardo, Diogo Felgueiras,

André Leão, Luíz Carlos,

Manuel José, Vitor Emanuel, Josué

Cícero
 
Este foi o fabuloso onze que, em Coimbra, orientado pelo jovem e promissor técnico Paulo Fonseca, atingiu um feito histórico e extraordinário - acesso à Champions !!!!
 
Ainda tiveram no banco, entre outros, Filipe Anunciação, Caetano e Poulson.
 
E fora dele, o matador Hurtado que não jogou por lesão.
 
Se a semana passada referi duas regras do ADN portista, que aqui repito,  hoje quero acrescentar mais duas:
 
 - Não tememos nenhum adversário, mas temos máximo RESPEITO por todos eles.
 
 - As finais são para tudo se fazer para ganhar, mas sem HUMILDADE nada se consegue.
 
Portanto, quem pensa que não temos muito ainda para sofrer, é porque ainda não desceu à terra. E é bom que o faça urgentemente. E fique com os pés bem assentes no chão.
 
Vai ser um jogo terrível na Mata Real !! E não temos Fernando. Miséria.
 
Por isso, dentro das possibilidades (e sorte em arranjar bilhete), tudo farei para lá estar a apoiar. 
 
 
SOMOS PORTO
 
 
 
P.s - Não façamos, por favor, como certos e determinados indíviduos, vulgo amostras de Tarzan, que destilam ódio, desrespeito e arrogância contra os adversários e se consideram vencedores antecipados  e colocam ... 3, sim 3 !!!, almofadas na cadeira ... (ora vejam lá bem na foto) ...  para parecerem homenzinhos ...
 

2 comentários:

Fanático disse...

Concordadíssimo!

Justiceiro Azul disse...

Fantástico pormenor, este das almofadas! Que risota!