sábado, 3 de fevereiro de 2007

FC Porto - Estrela

Fomos em missão ao Dragão.
A missão de apoiar a equipa neste momento crucial da época. Voltamos de lá incrédulos com o resultado.
Má exibição.
Será por falta do Quaresma? Por erro táctico do treinador? Por desmotivação dos jogadores? Por intranquilidade? Por estarmos a ser "travados" pelos árbitros? Por falha na concretização?


Isto na jornada em que perdemos dois pontos para o segundo classificado, e na qual constatamos mais uma vez que:
- as cotoveladas evidentes benfiquistas são legais
- o sporting, se estiver em dificulldades, tem direito a penalties inexistentes e a fazer faltas para marcar golos

Opiniões sobre o jogo e jornada: em comentários neste post.

22 comentários:

O Situacionista disse...

Parabéns ao Estrela.

O Prof. parece não ter emenda. Jogar contra o Amadora com Meireles e Assunção de início não lembra ao diabo (sugeri aqui, antes do jogo, a saída de Meireles e a entrada de Ibson) !!! E depois nem ao intervalo alterou a equipa !! Ainda não percebeu, passados todos estes meses, que está no FC Porto...Bi-Campeão do Mundo !!

Ricardo Costa mais não. Obrigado. Ainda para mais, João Paulo é bom jogador.

Mais um penalty por marcar. Continua a roubalheira contra nós ....e a favor da 2ª circular...

P.s. - Acabei de chegar de um jantar com (a maioria d) os meus amigos bloguistas. Queria publicamente agradecer-lhes por me terem aturado. Quando saí do Dragão a "telha" era descomunal...agora, estou ligeiramente melhor...

Pentadragão disse...

Isto hoje foi uma autêntica vergonha. Depois de o benfas ter perdido eles deviam ter comido a relva do 1º ao último minuto. Não jogaram a ponta dum corno. Gozaram com toda a gente. VERGONHOSO. Apesar de, pelo menos um, penalty roubado, não se justifica. Os jogadores deveriam ser severamente punidos. Depois da roubalheira da semana passada e depois da derrota do benfas deveriam ter entrado com garra, mas não. É o que dar ter mais de meia equipa sem amor a camisola, vinda da América do Sul e mandarem embora quem sente a camisola. Hoje foi um nojo. Salvaram-se o Lisandro e o Bosingwa. Quando é que despacham o Ricardo Costa??? Nem na 3ª divisão aquele gajo tem lugar. Como é possível mandarem embora o Diogo Valente para irem buscar o marreco??? Que merda é esta? Quem anda a mamar com estas trocas e baldrocas todas??

http://rascordonline.planetaclix.pt

portista de paredes disse...

o plantel é vergonhoso. 3 anos de negociatas desde a saida de mourinho e estamos outra vez nos tempos do octávio malvado.
uma vergonha, esta sad.nao me venham com queixas do jesualdo: viram quem ele tinha no banco? pior do que o estrela!!!!!!!!!!!!!!

klupi disse...

factos:
-o porto nao pode jogar em casa contra este tipo de equipas sem um verdadeiro numero 10. Nao podemos ter um trio efensivo de meio campo!
-Ricardo costa nao tem valor para jogar nesta equipa! comete erros atras de erros! Realmente ricardo costa nunca mais por favor!

Tripeiro disse...

O blog do Tripeiro mudou.
A partir de agora é http://magicoporto.blogs.sapo.pt
É um blog com a estrutura muito semelhante ao antigo, mas com algumas coisas novas. Passem por lá para verem.

Saudações Tripeiras
http://magicoporto.blogs.sapo.pt

O Situacionista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Situacionista disse...

Mais 4 factos:
1) O FC Porto jogou sem Pedro Emanuel, Pepe, Anderson e Quaresma, 4 titulares indiscutiveis e decisivos. 2 deles desiquilibradores natos (já agora, como seriam os vermelhos sem Luisão, Anderson, Simulão e até Rui Costa ?; e os verdes sem Polga, Tonel, João Moutinho e Nani ?).
2) No Dragão nem meia casa estava. Onde andam os portistas quando a equipa mais precisa deles ?
3) Roubaram-nos mais um penalty (os vermelhos tiveram uma expulsão perdoada; os verdes tiveram a favor um penalty inventado por magia e o primeiro golo é escandalosamente precedido de falta).
4) Estes três factos anteriores em nada justificam o nosso resultado e a incrível (FALTA DE) ATITUDE da equipa (incluindo, a técnica).

Eterno Dragao disse...

Volto mais tarde e com mais tempo, mas deixo uma pergunta: será que o FCP ganhou algum jogo com a dupla de centrais Bruno Alves e Ricardo Costa?

Nada disto disfarça os nossos erros, mas a arbitragem do jogo do Sporting foi absolutamente escandalosa. O penalti é absolutamente inacreditável e o primeiro golo do Bueno (já vale 10 milhões de euros) é uma carga do tamanho de uma casa!

Anónimo disse...

em defesa do professor, viram o nosso banco pior do que o do estrela? num clube que tem sob contrato uns cinquenta jogadores.
sabem que mais : NEGOCIATAS! e não me lixem com as arbitragens. não foi por isso que perdemos com o atletico ou com o estrela. mourinho, por mim dava o teu nome ao estádio, porque foste um oásis na decadência do porto.
fernando silva -sócio há 27 anos.

O Soldado Azul disse...

Caríssimos,
Vivemos um momento de crise, com maus resultados e que nos faz temer pelo pior, dada a instabilidade emocional reinante na equipa! Na minha opinião, importa salientar:
1 - Com todo o respeito pelos participantes, não foi por causa do nosso "banco" que perdemos, mas sim pela não concretização das (poucas) oportunidades que tivemos, pelo dispositivo da equipa (com 2 médios defensivos que, tal como diz o Situacionista, não lembra o diabo), pela ausência do Quaresma que é o único que desequilibra nos cruzamentos e cantos e pela ausência do Pepe que fez com que a equipa se retraísse em termos defensivos!
Neste contexto, sob o ponto de vista da "dependência" de determinados jogadores, concordo que temos um plantel limitado! Mas é o que temos e com todo o respeito que os ilustres me merecem, penso não valer a pena falar nesta altura das negociatas erradas! É com este plantel que temos de contar e independentemente das limitações, não tenho dúvidas que com este plantel podemos fazer muito mais e melhor!
2 - Pela ansiedade / intranquilidade, mais evidente em determinados jogadores (Ricardo Costa, Bruno Alves, Postiga..., que retirou frieza e concentração.
Fundamentalmente penso que estas duas ordens de razões estão na base da instabilidade súbita e dos consequentes resultados negativos!
O que me preocupa?
Após ouvir as declarações do Prof, fiquei sem saber o que pensar! Quando refere que não sabe porque razão a equipa foi intranquila, ansiosa, que aparentemente não havia razões para tal, das duas uma: ou não vai ajudar a equipa porque se não sabe as razões não pode haver soluções e por consequência a resultados negativos
suceder-se-ão resultados negativos... ou aparece um resultado positivo (esperemos já contra a Naval) dando um "pontapé definitivo" na crise, readquirindo os níveis de confiança e consequentemente melhores exibições e vitórias!
Para terminar acho que esta nova "paragem" deverá ser benéfica, em termos psicológicos! Contudo... vamos ver...
Saudações

Tripeiro disse...

Foi um jogo mau, vergonhoso!!!
Não sei o que se passa com o nosso FC Porto. Desde as férias de Natal que não parece o mesmo. E não é.
Uma equipa como o Porto não pode perder nunca dois jogos consecutivos para o campeonato.
Em Leiria, penso que para além da falta de sorte evidente, também nos podémos queixar do árbitro. Mas ontem foi diferente.
O Porto não criou tantas oportunidades. É claro que atacou mais que o Estrela, que na primeira parte quase nem deu sinais de vida, mas podia ter sido diferente.
Há uma pergunta que me intriga muito...onde estavam o Adriano e o Bruno Moraes quando precisavamos deles para marcar?? O que é que o nosso treinador tem contra o Adriano??
Neste momento o Hélder Postiga está em clara baixa de forma e isso é notável. Também é muitas vezes apanhado em fora-de-jogo desnecessáriamente. Porque não se tenta jogar com outro ponta-de-lança se temos 5!!!!!
Há várias coisas a mudar para além da finalização!
O FC Porto ontem parecia que não tinha pressa em marcar e ganhar o jogo. Os jogadores pensavam que mais tarde ou mais cedo a bola acabaria por entrar e enganaram-se redondamente.
E para não bastar, já em tempo de compensação, eles marcam. Nem queria acreditar...sai logo do estádio!!

É tempo de união PORTISTAS!!!
Sei que isto se pode chamar "crise" mas não nos podemos deixar afectar.

Um Abraço,
Tripeiro
http://magicoporto.blogs.sapo.pt

Azzulli disse...

No inicio da época perdemos o PEmanuel, e conseguimos substitui-lo muito bem;
depois perdemos o Anderson, e a equipa não quebrou; ontem, duma assentada, perdemos os seus substitutos Pepe e Quaresma, mas desta vez a equipa não aguentou. O Quaresma tem sido o nosso criativo e o Pepe a segurança defensiva. Aliás são considerados os nossos melhores jogadores da primeira volta. Enfim, não podemos ter 3 ou 4 mágicos, e 4 centrais de grande nível.
E é verdade que a qualidade não abunda no banco...

O currículo do Ricardo Costa é obra de uma qualquer arte mágica, pois ele sempre que tem jogado é um desastre. Não é falta de tranquilidade, é mesmo jogar mal. E ainda por cima tem a mania que é o patrão, o que o torna absolutamente ridículo. A presença dele em campo perturba a equipa, pois sente-se insegura.

Como o Quaresma tem sido quem leva a equipa às costas, instalou-se alguma apatia nos restantes jogadores. E o resultado é este.
Ontem não tivemos um criativo, um patrão. E tivemos dois trincos! O pior, é que o Jesualdo ao ver que a equipa não estava a "engrenar", demorou milénios a fazer substituições. Tinha de ser logo aos 25/30 minutos.
Não posicionamos bem os jogadores em campo. Tínhamos de povoar melhor o terreno em posição atacante, aparecer libertos de marcação.
É que jogadas de perigo, de remate à baliza, foram tão poucas...
Estivemos muito mal.
O prof. Jesualdo, independente do que diz à comunicação social, tem muito trabalho no balneário para motivar as tropas.

Inaceitável os adeptos não terem enchido o Dragão.
Sabendo-se à partida que tínhamos muitos ausentes, que fomos roubados na semana passada, que o inicio de ano não tem tido boas exibições, era importantíssimo existir o apoio massivo dos adeptos. A equipa entrar em campo com 50000 adeptos, seria por si só uma motivação.

Destas duas ultimas jornadas fica claríssimo, para quem ainda não tinha reparado, que nós somos o alvo a abater. Ou somos prejudicados directamente, como em Leiria, ou os nossos adversários são beneficiados, como o escândalo de alvalade, um penalty e falta, e a cegueira da luz, à agressão de Derlei

Precisamos de jogar o quanto antes!
Precisamos de deitar para trás das costas esta exibição!
Presidente, marque um jogo amigável já para o próximo fim de semana, com uma equipa de primeiro plano!

Enfim, ontem só valeram mesmo as Francesinhas após o jogo...

azuldedragao disse...

um jogo para recordar. houve um penalty mas não foi por isso que perdemos. também aho que não foi o professor. como é que havemos de contar com o adriano se o pusemos nos saldos? como é que podemos contar com o ricardo se fizemos o mesmo? viram o banco? senhor presidente, tnho muito respeito por si e pelo que nos deu, mas a corja qu o rodeia, que importa os marrecos porque comprar em portugal não dá dinheiro (já pensaram se o ruben do belenenses não é melhor e mais barato?), que gosta da zona franca da madeira dos brunos, leo limas, alans e quejandos, tem que ser posta na rua.
viva o FC Porto!

Anónimo disse...

Meus amigos, deixo aqui os meus sofridos comentários:

Atitude dos Sócios:
- Encher o Dragão! Fundamental.
- Sermos mais inteligentes e motivadores.
- Assobios durante a primeira e segunda parte à equipa? Porquê e para quê? Para destabilizar ainda mais? Devemos incentivar e no final, assobiar, se for caso disso. Os nossos jogadores não necessitam de assobios para lhes lembrar que estão a jogar mal. Eles sabem quando isso acontece e melhor que muitos de nós. Temos de saber sofrer e aprender a ser verdadeiros motivadores.
- Exigir o máximo do Clube: Presidente e Jogadores.

Atitude dos jogadores:
- Os jogadores achavam que eram favas contadas até entrar o primeiro golo. Absolutamente ridículo! Deja vu! Culpa evidente do treinador e consequentemente, do nosso Presidente. Das duas uma, ou não sabe motivar, ou não sabe (ou não o deixam) punir depois dos jogos. O FCP tem de correr do primeiro ao último minuto demonstrando, inequivocamente, insatisfação pelo 0 – 0, em todos os jogos! O FCP já nos deslumbrou com esta postura, o que será que o fez perdê-la? Temos um bom exemplo dentro da equipa chamado Lisandro, sempre inconformado. Nós estamos a precisar da atitude de muitos Lisandros. Nós precisamos de todos os jogadores inconformados.
- Eu gosto do Ricardo Costa. Errou e vai continuar a errar, como todos os jogadores, como todos nós. E em vez de ajudarmos quem é nosso, não! Assobiamos e fazemo-lo sentir ainda mais inseguro. Na sua pseudo despedida do clube chorou. Quantos jogadores já vimos chorar quando se despediram do FCP? E isto não nos diz nada? Somos mesmo muito ingratos e não percebemos mesmo nada de psicologia.

Aprecio bastante o vosso Blog e a vossa paixão pelo nosso GClube! Força no teclado! Nós precisamos do FCPorto e eles também precisam de nós!

rv

O Situacionista disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fanático disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Fanático disse...

Caro anónimo (rv?), seja bem vindo e não tenha em problema em identificar-se.

Quanto ao que escreve, apenas duas notas: a) assobiar o nosso clube? nunca porque isso só cria desestabilização.

b) O RC pode ser grande dragão, mas a jogar, só tem feito asneiras e demonstrado insegurança.

Anónimo disse...

Caro Fanático, obrigado pelas boas vindas e não, não me escusei a identificar. Tenho por hábito assumir os meus actos e as letras rv identificam-me tanto quanto Fanático o identifica a si. Mas, nesta circunstância, há uma ligeira vantagem a meu favor: as letras rv são as iniciais e fazem parte do meu nome.

Não posso estar mais de acordo consigo relativamente aos apupos e assobios. De facto e infelizmente, não foi isso que pude constatar no passado sábado. Não são só os nossos jogadores que erram, os nossos adeptos também.

Quanto ao Ricardo Costa, tem a fibra de um GDragão e já o vi, em tempos, ser o possível sucessor do Jorge Costa. No entanto foi relegado para segundo e terceiro planos, não sei se por não corresponder às expectativas dos treinadores, ou se por existir a necessidade de colocar outros jogadores na “montra” para poder fazer florescer os negócios. O que sei, caro amigo, é que o Ricardo Costa tem tudo para ser um grande defesa e aqui, também concordo consigo, as últimas prestações não têm sido as melhores e pioram, sobretudo, quando se tem consciência disso e nos vemos confrontados com adeptos +/- ignorantes que, na primeira escorregadela, fazem precisamente o oposto do que deveriam. Convém não esquecer ou acrescentar, que o RC não é titular há muitos e muitos meses, aumentando significativamente a pressão por cada jogo não jogado. Só quem joga ou já jogou futebol pode, com verdade, testemunhar o que é sair de um jogo em que obteve uma má prestação cabisbaixo, incrédulo, desalentado, não sabendo explicar o porquê de algumas jogadas ou passes falhados. É que o erro faz parte deste jogo e com pressão, ele está mais à vontade para se pavonear. Veja o caso do Ricardo Rocha. Quando apareceu um treinador que apostou verdadeiramente nele, lhe incutiu essa verdade, demonstrou que depositava nele toda a confiança, tornou-se num dos melhores jogadores do SLB e já não mora cá. Este problema da “confiança” é por demais evidente ser um dos problemas mais sérios e que afectam qualquer atleta.

O que vi no sábado foi algo que muito recentemente (últimos anos) já todos vimos, e mais vezes do que supostamente deveríamos. Falta-nos alguém que saiba conduzir estes homens de azul e branco, que saiba ser um pólo aglutinador e sobretudo, uma fonte de inspiração.

Cumprimentos
rv

O Situacionista disse...

Caro RV,

Passando por cima da qualidade dos seus comentários (que espero se tornem habituais) e da minha (dis)concordância com as suas posições, só uma nota - vir defender o RCosta é de... Dragão !!

Registei !!

P.s. - Depois do que eu disse do Bruno Alves (que foi o jogador do nosso Clube que mais me enganou nos últimos anos) e constatando o ele agora joga, tenho que ponderar se devo dizer algo mais do RCosta.

Anónimo disse...

Caro Situacionista,

Prezei bastante as suas palavras. Devo-lhe dizer, em consciência, que ainda não sei se cometi um erro ou não ao postar estes meus comentários. A verdade é que estas coisas dos blogs podem ser tão viciantes e compensadoras, quanto inquietantes e perturbadoras do nosso normal funcionamento. Mas enfim, logo se verá se posso ou não dar conta do recado. Até lá, resta-me dizer-lhe que, para além da experiência, tudo o que escrevo é também produto da minha absoluta convicção e assim prometo continuar.

Cumprimentos
rv

Fanático disse...

Caro RV (se prefere assim),

Espero que não tenha levado a mal o m/comentário e venha sempre que quiser.

Percebo e registei o que diz do RC, aliás concordo que o RC é daqueles fazem a força do balneário, mas compreenda a m/frustração após o jogo que ele fez e que de alguma forma vem na senda das muitas oportunidades que lhe foram dadas no ano passado pelo Adrianse.

Mas espero bem que seja o caro dragão e não eu que tenhamos razão...

Anónimo disse...

Caro Fanático,

De forma nenhuma. Gostei de ler os seus comentários que me instigaram a ir um pouco mais longe, até, do que eu pretendia (estou a referir-me aos caracteres, entenda-se).

Sobre o tema RC muito fica ainda por dizer mas gostava de lhe referir que, se todos fossemos bons a julgar (eu incluído), O Jardel nunca teria chegado ao Porto bem como o Deco, contrariamente o Pepe ou o “Bruto” Alves, já teriam sido vendidos ou emprestados.

As verdadeiras oportunidades nós só lhes vemos a ponta, pois elas carecem de um acompanhamento diário, constante, de uma mão firme mas ao mesmo tempo protectora, de alguém que os ampare nas angústias, nos ais Jesus, naquela dor de estômago antes do jogo ou na perna tremeliques e a garganta seca antes de um derby. Eles são todos jovens e em formação e muitas vezes, mais do que um treinador, precisam de ver um amigo ou até um pai. Alguém em quem possam confiar, que não os traia nunca, “no matter what”! Ora, caro Fanático, no mundo do futebol há pouco quem!

O dinheiro e os resultados são a mola real da vida. Os jogadores, um produto! Mas assim também fica provado que o dinheiro não é tudo, senão o Atlético ou o Estrela nunca teriam ganho ao FCP. Falta a componente psicológica quiçá, muitas vezes mais importante do que tudo o resto, e a sinceridade e honestidade para a aplicar.

Cumprimentos
rv