terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

A 11 - A AUTO-ESTRADA PARA O ... TÍTULO !!

Hoje vou-vos contar uma história !! Espero que gostem...

Era uma vez.....
Corria o ano desportivo de 2004-2005.
Iam jogar entre si 2 clubes muito respeitados e com muita tradição no futebol português.
Curiosamente, na altura, um deles (clube E) era PROPRIEDADE do director para o futebol do outro (clube V).
Acresce que o clube E era, por indicação do seu proprietário, dirigido por um dos sócios (António Figueiredo) mais ferrenhos do clube V (ao ponto, de algumas épocas anteriores, este chorar em público quando atacado e ridicularizado por um ex-presidente do clube V).

O jogo disputou-se em plena fase decisiva do campeonato. Para ambas as equipas: para o clube V porque lutava pelo título; para o clube E porque lutava DESESPERADAMENTE para não descer.
Rezava o calendário que a partida (e que partida...) era em casa do clube E que joga(va) num campo particularmente difícil para os adversários.

Na semana anterior ao jogo, o director para o futebol do clube V andou a rondar os jogadores do clube E (o que até seria normal, porque deste era o proprietário).
Este director do clube V, mandou também um seu familiar (que posteriormente se iria tornar famoso pela violência siciliana exercida sem contemplações à vista de todos num aeroporto internacional deste nosso país) tomar umas refeições com os jogadores da equipa E (quiça para lhes perguntar, à cautela, se gostavam de comer umas boas chapadas...).

Com todo este cenário idílico montado e sob o égide e o patrocínio da Liga de Clubes (cujas eleições haviam sido esmagadoramente ganhas pelo clube V ao ponto do presidente deste dizer, alto e a bom som, para quem o quisesse ouvir, que: “Mais importante do que as contratações são as vitórias na Liga !!), e sob o patrocínio da Liga, dizia eu, foi cozinhado que o jogo se realizaria no Algarve....

O que é(ra) absolutamente proibido pelos regulamentos da Liga !!
Mas ..... os regulamentos eram dominados pelos Cunhas Leais, Mourões, Cebolas, Luís Guilhermes, e companhia....

Estava, assim, aberta ....a auto-estrada para o título !!! Que eu intitularia de A-11 (o onze já perceberemos mais abaixo) !!!

No estádio do Algarve, conforme não podia deixar de ser, estiveram 30 mil adeptos do clube V e meia dúzia do clube E. Como se não bastasse, e para que nada faltasse, o árbitro jogou bem calçado... o que fez com que rematasse com uma precisão cirúrgica...
O clube V venceu o jogo e .... ficou lançado, DECISIVA E DEFINITIVAMENTE, para vencer, como venceu, o campeonato, pondo termo a ..... 11 (onze) anos de jejum ...A 11 !!

O clube E desceu de divisão !!

No final, TODOS os dirigentes, de ambos os clubes, FESTEJARAM !!!
(Uns porque o seu clube ia ser campeão e outros porque o seu clube ...ia ser campeão !!!)

O cúmulo desta história (com “hi” e não com “es”) é que a explicação do clube V para enganar o estúpido do “zé povinho” foi que a receita do clube E assim até foi muito maior ! Só quiseram, portanto, ajudar !! Quais beneméritos !!!

Melhor ainda, chega(ra)m ao ponto de dizer que esta alteração até implicou algum sacrifício do clube V(ermelho) porque teve mais despesa com a deslocação e maior desgaste físico com a viajem mais prolongada.

Claro que tem toda a lógica !! Aliás, o clube E(storil) foi parar à Liga de Honra onde, ao que dizem, tal como todos os clubes daquela divisão, "nada" em dinheiro...

.....FIM


Gostaram desta história ? Espero que sim !! Se não apreciaram o título, sugiro até uma alternativa - ESTORIL...GATE !!!

Mas será que esta história já teve mesmo o ...FIM ? De verdade ??!!! Ou ainda estaremos no.... início ??? Não sei, não sei...
É que, após quase três anos, parece que pode não ficar assim. Pelo menos, é o que li numa notícia (mesmo no finalzinho, é certo !!, cujo título principal é bem demonstrativo daquilo que tanto tenho falado no que respeita ao desrespeito pelo nosso Clube por parte da comunicação social anti-portista), conforme poderão ver aqui.
.
P.s. - Como todos sabem, 2004/2005, foi um ano de paz, seriedade, tranparência, verdade, alegria, convívio e harmonia no futebol português... Uma maravilha !!!
.
P.s. 2 - Se em vez do clube V(ermelho) fosse o FC Porto, o que (não) teria acontecido ?
.
P.s. 3 - Quando tiverem tempo, repito, q-u-a-n-d-o t-i-v-e-r-e-m t-e-m-p-o leiam
ESTE TESOURO !! Se, no final, tiverem dúvidas, então é porque não percebem nada.....

11 comentários:

Hugo Cunha disse...

Situacionista, já percebi, he,he.

Ao clicar no link para a notícia do CM não aparece a notícia, apenas os comentários. Será problema do meu PC?

Continuação de boa semana. Do jogo anterior não vou falar, varreu-se-me da memória. Venho o próximo.

Contista disse...

Boas!

De facto, acontece-me o mesmo problema do Hugo Cunha, pelo que não deverá ser defeito do PC...
É pena!

Faço daqui um pungente apelo a que se publique isso, de alguma forma.

Saudações

O Situacionista disse...

Meus caros,
Não vos estava a perceber ... fui lá e ...DESAPARECEU a notícia !!! Não posso crer !!! Como é que isto é possivel ??!!!

Vá lá que tem os comentários, de outra forma poderiam até pensar que eu tinha inventado.

Bom... como poderão ver pelos comentários, a notícia, creio que deste fim de semana - sábado - (no máximo sexta), tinha um título que era, tal como grande parte do texto, sobre os carros que a equipa da MJM agora tinha à sua disposição para as deslocações.

Depois, em jeito de rodapé, relatava que o jogo Estoril-Benfica estava sob INVESTIGAÇÃO da MJM devido a vários factos, entre eles, as declarações, na altura, dos treinadores do Estoril e a actuação do árbitro.

Entretanto, deixou de ser notícia...
(eu espero bem que seja um problema momentâneo do site do jornal...)

P.s. - Alguém tem (ou consegue arranjar) o Correio da Manhã deste sábado ?

Zirtaev disse...

Situacionista, não encontrei essa noticia mas encontrei esta, tb interessante. Aqui vai ela antes que a apaguem:

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, pode vir a ser acusado, pelo Ministério Público, do crime de fraude fiscal, em comparticipação, no caso que envolve a transferência de Pedro Mantorras do Alverca para o clube da Luz, em 2001.



Segundo apurou o Correio da Manhã, a Polícia Judiciária propôs à procuradora Teresa Almeida, da 9.ª secção do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DIAP) que, no mesmo processo, que o empresário Jorge Manuel Mendes fosse acusado do crime de fraude fiscal.

O também empresário de jogadores Paulo Barbosa chegou a ser suspeito, mas o relatório da PJ, enviado no início de Janeiro para o MP, não lhe imputa qualquer responsabilidade criminal.

Quanto a Vieira, fonte da investigação adiantou ao CM que a PJ reuniu prova testemunhal sobre o seu envolvimento, pelo que propôs ao MP que na eventualidade de ser acusado o fosse pelo crime de fraude fiscal, em comparticipação com Jorge Manuel Mendes. Vieira e Mendes eram sócios da empresa que foi responsável pela transferência do jogador, do Zambizanga (Angola) para o Alverca, por um milhão de euros.

Segundo a mesma fonte, a situação de Jorge Manuel Mendes é “diferente”, dado que a PJ conseguiu reunir prova testemunhal e documental suficiente para que venha a ser acusado de fraude fiscal.

A PJ reuniu provas documentais – com buscas à sede do Alverca e escritórios do empresário – e testemunhais, depois de ouvir Paulo Barbosa, Luís Filipe Vieira e Jorge Manuel Mendes.

Pedro Mantorras chegou ao Benfica em 2001, tendo o clube pago cinco milhões de euros por metade do passe. A direcção do Alverca, no entanto, assegura que essa verba não entrou nos cofres da equipa ribatejana.

Durante a transferência, Luís Filipe Vieira surge inicialmente como vendedor, enquanto presidente do Alverca, e depois como comprador, quando tomou posse como gestor do futebol do clube da Luz.

BENFICA NÃO FAZ COMENTÁRIOS

“O Benfica não faz qualquer comentário sobre essa matéria, que está entregue ao departamento jurídico”, afirmou ao Correio da Manhã Ricardo Sampaio Maia, assessor do presidente encarnado Luís Filipe Vieira, um dos principais visados em todo este caso que envolveu a polémica transferência de Pedro Mantorras do Alverca para o Benfica na temporada 2001/2002. Recorde-se que a meio do mês de Janeiro o dirigente encarnado prometeu novidades sobre este caso para breve.

“Há muitos opinadores da nossa praça que aproveitam todos os momentos para achincalhar o Benfica e o Caso Mantorras foi um deles. Brevemente, todos os benfiquistas saberão o que se passou realmente para não estarem constantemente a ser bombardeados com mentiras”, disse.

O nosso jornal tentou também entrar em contacto com o empresário de Pedro Mantorras, Jorge Manuel Mendes, mas até à hora do fecho desta edição tal não foi possível.

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=229087&idselect=213&idCanal=213&p=200

Um abraço.

O Situacionista disse...

Por mera casualidade, acabei de descobrir uma cópia da (parte que importa da) notícia… DESAPARECIDA !!

De facto, andava a ler o BLUEgosfera quando me deparei com um excelente post denominado “Ser Portista neste Portugal” no blog “Pobo do Norte” (*) .

Como gostei muito do post abri a caixa de comentários e …

“(…)
PJ VOLTA À CARGA NO ESTORIL-BENFICA

O Estoril-Benfica, de 2005, realizado no Estádio Algarve, voltou à agenda da Polícia Judiciária. Litos e Carlos Xavier, na altura treinador e adjunto do Estoril, foram recentemente interrogados pelas autoridades, na qualidade de testemunhas, tendo reiterado as impressões recolhidas naquela noite polémica.

E novas inquirições estão na calha, já sob a batuta de Maria José Morgado, coordenadora das investigações do ‘Apito Dourado’.

Recorde-se que os técnicos estranharam alguns comportamentos não só na noite do jogo, como também na semana que o antecedeu.

Então, José Fernando, primo de Veiga, ainda em funções no Benfica, ter-se-á deslocado ao Estoril e convidado jogadores para almoçar.

Tais factos caíram como uma bomba entre os estorilistas e logo despoletaram a suspeita.

O Benfica acabaria por vencer por 2-1, numa partida em que a arbitragem mereceu duras críticas. “Chegou a uma altura em que me fui embora porque estava enojado”, disse Xavier, após a partida.

Durante a inquirição, Litos e Carlos Xavier esclareceram o teor de algumas declarações proferidas e relataram alguns episódios passados longe de olhares indiscretos, como um em que José Veiga, então director dos encarnados, terá ameaçado Litos com um desemprego... perpétuo.”


Que vos parece ? Depois de a lerem é fácil de entender porque é que lhe deram SUMIÇO, certo ?
Para alem desse sumiço ser a prova provada de que ..tudo é mesmo possível !!!!!

P.s – Aqui fica o meu obrigado ao Pobo do Norte.
(*) http://www.pobodonorte.weblog.com.pt/

P.s. 2 – Zirtaev, essa também é muito boa. Há que publicitar o mais possível estas situações.

P.s. 3 – Já agora, acabei de saber que o Quaresma viu o escandaloso castigo de 2 jogos…CONFIRMADO !!!

Pinto da Costa disse...

ESCÂNDALO!

Não bastou tentarem abafar todos estes estranhos "fenómenos" que gravitaram na altura do famosíssimo Estoril-Benfica agora também tentam (e conseguem) SILENCIAR os órgãos de comunicação social que se atrevem a tocar neste caso?!!!!!

Vou mandar um e-mail para a redacção do "correio da manhã" a perguntar por essa notícia e sugiro que façam o mesmo.

É preciso que os portistas comecem a perceber vivemos numa nova DITADURA. Desta vez não se trata de uma ditadura política mas sim de uma ditadura ao nível do 4º poder, que é hoje-em-dia o mais poderoso, os MEDIA.

VIVEMOS NUMA VERDADEIRA DITADURA MEDIÁTICA.
O BENFICA CONTROLA TODA A COMUNICAÇÃO SOCIAL A SEU BEL PRAZER!

Este insólito incidente da notícia desaparecida (um erro técnico ou informático não aconteceria só numa determinada notícia, ou seja, alguém a MANDOU retirar...) é apenas mais uma prova disso.

O estranho desaparecimento das imagens que mostram claramente a mão do Renato no penalty contra o Leiria e a mão do Fonte no penalty contra o Estrela são outros exemplos...

O facto da agressão do Derlei não ter sido incluida nos resumos do Benfica-Boavista, ao contrário dos lances do Quaresma e do Caneira, é mais um exemplo...

O facto de não se ouvir falar do caso Mantorras é outro exemplo...

Mas parece que a MARIA JOSÉ MORGADO não anda a dormir. Esperemos é que não ande a fazer isto só para depois poder vir dizer que não encontrou nenhum indício de corrupção, mesmo analisando o caso ao pormenor.

P.S. - o misterioso desaparecimento desta notícia vale um post por si só. Este caso não merece estar confinado apenas à caixa de comentários...

O Situacionista disse...

Pinto da Costa,

Meu caro, quanto ao seu p.s., atenta a importância do assunto, o seu significado e tudo o que com ele está relacionado, é bem provável que ainda esta semana esse post, em sentido inverso ao da notícia, apareça.

O Situacionista disse...

Só gostava de conseguir arranjar uma cópia integral da notícia...

Filipe Reis disse...

Parabén, está aqui uma boa pérola.

Concordo consigo. Tudo o que vestir de vermelho passará impune...

Recebi uma anedota que descreve bem o tipo de perseguição que somos alvo por parte da imprensa anti-portista.

"Dois meninos estavam a sair do estádio de Alvalade, quando um deles é
atacado por um Rottweiler.

O outro menino imediatamente, agarra num tubo de metal e dá com ele na
cabeça do animal matando-o permitindo assim que o amigo escape apenas com
alguns arranhões.

Ao ver a cena, um jornalista que passava pelo local correu para ser o
primeiro a cobrir o acontecimento e escreveu no seu caderninho:
"Jovem verde e branco, salva amigo do ataque de um cão."

- Mas eu não sou verde e branco, disse o menino.

E então, o repórter corrige para:
"Bravo pequeno herói benfiquista salva amigo das garras de animal feroz".

- Mas eu também não sou benfiquista, disse o menino novamente.
- Desculpa outra vez, apenas supus que como estamos em Lisboa e não és verde
e branco, deverias ser benfiquista.
Afinal, de que equipa és tu?

- Sou Portista.
E o repórter volta a escrever em seu caderninho:
"Delinquente portista assassina brutalmente animal doméstico indefeso"

Está tudo dito, não está...?

Deko disse...

Neste relato da auto-estrada para o titulo falta um 'pormaior' de grande imprtância relativamente ao jogo.

Um jogador que jogava à defesa do lado direito do estoril 'consegiu' ser expulso por acomulção de amarelos aos 23 (sim, 23 minutos) de jogo por ter agarrado 2 vezes o simulão a meio campo...

Como prémio este jogador 'dedicado' e bem mandado pela sua entidade patronal, teve como prémio um contrato com o clube dos remendados da avenida...

O Situacionista disse...

Caro Deko,

Sei bem de quem fala...Rui Duarte...