quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Partilha de passes de jogadores

“Tema de conversa” proposto pelo “Ausentista”

(Passo a citar):

Uma outra questão que abordei e que gostaria que suscitasse uma discussão séria. Não se trata de um problema exclusivo do NGC mas começa a preocupar-me e toquei no assunto ontem.
Não gosto desta história de compartilharmos os passes dos nossos jogadores com sócios (ainda por cima invisíveis). Que me dizem sobre isso?

8 comentários:

F.C.Limpa Tudo disse...

A minha modesta opinião é altamente favorável, porque permite ter na equipa alguns jogadores que se não fossem partilhados provavelmente nunca os veríamos a jogar na nossa equipa(Anderson, Luxo, Pepe(fundo financeiro)etc.). Todavia tenho consciência que o assunto é delicado na altura de tirar dividendos, mas se os contratos forem sérios e bem feitos a estratégia será proveitosa para todas as partes.
Saudações Portistas

Eterno Dragao disse...

Na minha opinião, depende...

Se os "sócios" forem fundos de investimento perfeitamente identificados, como é o caso do "First Portuguese Football Player Fund", não vejo grande problema, até porque estas percentagens de participação costumam ser relativamente baixas (10% a 15%, salvo erro).

Se os "sócios" forem empresas sem rosto (muitas vezes, off-shores), que não se sabe muito bem a quem pertencem, ou se forem detidas por "empresários de futebol", sou contra, precisamente pelas razões que o Rui Moreira invocou ontem no Trio de Ataque. É que, muitas vezes, estamos a falar de percentagens que ultrapassam os 50%, dando a estes interlocutores "anónimos" um grande poder, existindo a hipótese de eles forçarem uma tomada de decisão (exº: venda) que nada tem a ver com os interesses desportivos.

Creio ser importante dizer que não me parece aceitável, no plano ético, que qualquer dirigente, técnico ou funcionário do Futebol Clube do Porto tenha participações em passes de jogadores. Nessas circunstâncias, existiria um claro conflito de interesses. Notem que eu não estou a dizer que tal acontece... É uma mera salvaguarda.

meirelesportuense disse...

O grande problema nesta questão da compra de parte dos passes dos jogadores é que se não se aceita essa estratégia, poderemos ficar muito tempo sem conseguir adquirir jogadores de qualidade...Também é verdade que se olharmos para muitas das aquisições feitas as que envolvem compromissos desse tipo são na sua imensa maioria as que dizem respeito aos grandes jogadores que estão no Plantel ou que por lá já passaram. Poder-se-ia investir em observadores de capacidade reconhecida que deambulando pelo mundo futebolístico "descobrissem" pérolas a custo relativamente acessível? Claro que sim mas isso também os outros fazem e é evidente que os maiores Clubes Mundiais estão muito atentos a esses aspectos e têm outras "possibilidades"...Sabemos de jogadores extremamente jovens adquiridos para frequentar as "escolas" desses Clubes, jogadores com idades muito reduzidas que têm inclusivamente de ser acompanhados pelos seus responsáveis familiares, como aconteceu no fundo com Anderson...Qualquer jovem com qualidade desperta logo alguma curiosidade e é indicado de imediato a Clubes de dimensão maior e em muitas situações são os próprios pais que o fazem. Vêm nesses seus rebentos a possibilidade de poderem entrar no Mundo da facilidade e de uma vida melhor...Esta é a realidade. Conheci alguns "senhores" que trouxeram os seus filhos a treinar no Porto mesmo sendo adeptos de outros Clubes seus rivais...Muitos tornaram-se sócios e acompanharam as nossa equipas jovens enquanto os filhos lá permaneceram e depois se os seus projectos se frustaram mudaram imediatamente de posição e de filiação...Alguns esqueciam-se que falavam comigo ainda antes disso suceder e que me confessavam as suas preferências e passados uns anos via-os, encontrava-os e ficava surpreendido quando "eles" me confidenciavam serem Portistas...E eu ria-me da sua hiprocisia...Outros porque os seus jovens não foram aceites nas escolinhas do Porto, escolhiam outras hipóteses no mundo associativo e acompanhavam de tal modo intensamente os seus catraios, que se imiscuiam com treinadores e directores desses Clubes...Outros ainda mais sofisticados, acercavam-se lentamente dos responsáveis e ofereciam os seus préstimos para poderem entrar nesse mundo que tanto os seduzia. Alguns conseguiram e atingiram até lugares directivos...Mas muitos só enquanto os seus miúdos lá andaram ou enquanto esses lugares deram jeito, depois "adeus meus amigos, que tenho muitas outras coisas para fazer"...São algumas verdades e permitirão pistas para reflectir...

Fanático disse...

É evidente que todos nós preferíamos aquisições a 100%.No entanto, nos dias de hoje, isso não é possível e não passa de uma quimera utópica, nomeadamente para jogadores estrangeiros, jovens e de qualidade.
E como bem diz o meireles portuense, em casos como o do Anderson, não teríamos hipótese de o ter no FCP que não através de aquisições parciais do passe.
Mais, ainda tem outras vantagens,como a de gastar menos dinheiro de início (se e quando isso acontece...) e a de motivar o jogador a empenhar-se para que seja adquirida maior percentagem

dragão duvidoso disse...

f.c. limpa tudo, discordo completamente.

Jogadores como o Anderson e o Lucho poderiam perfeitamente ter vindo a 100%. Era um risco na altura mas é agora óbvio que duplicariamos o investimento (pelo menos) de certeza absoluta.

Quanto ao Pepe o caso é outro, se bem me lembro, ele veio a 100% mas no início da sua primeira época, e quando ainda vivia um período de boas exibições antes da sua travessia no deserto, o Porto decidiu vender uma boa parte do seu passe só para ganhar rapidamente uns milhares (não milhões, milhares) de euros fáceis.

O problema é que essa parte do passe agora vale milhões e foram esses milhões todos que o FC Porto perdeu com este negócio inqualificável (mais um). E o mais grave é que isto se passou após a vitória na CL, ou seja, o FC Porto nem tinha grande necessidade de efectuar um grande encaixe financeiro para equilibrar as contas. Foi para encher os bolsos de quem?
A SAD deveria explicar muito melhor este tipo de negócios aos sócios, mas nisso meus amigos, a culpa é toda nossa porque somos uns grandes lorpas.
O fantasma das comissões anda na boca de todos os sócios e adeptos mas ninguém até agora foi capaz de obter uma explicação por parte da administração da SAD. Nem sequer o nosso presidente, que foi tão criticado por não se insurgir quando estourou o "caso carolina" mas não é igualmente criticado por não cortar com este clima de suspeição que se vive dentro do nosso próprio clube...

A SAD tem autonomia para fazer o que bem quiser com o património do NGC, e está a corroe-lo por dentro.

Só para citar mais um exemplo, alguém se lembra de, no fim da época 2003/2004 e após as estrondosas receitas da conquista da Champions e das vendas milionárias de jogadores, o PdC ter decidido que deviso aos resultados positivos nas contas da SAD dessa época (pela primeira vez na história) iria dar um prémio de 100 mil euros a cada um dos administradores da SAD pelo bom trabalho desenvolvido?
E nos outros anos em que as contas acabaram sempre no vermelho, alguém foi punido pelo maus trabalho desenvolvido? Não, continuam lá sempre os mesmos administradores...

Esta SAD é uma fantochada.
É por estas e por muitas outras que eu apoiarei o RUI MOREIRA se eventualmente este se decidir candidatar à presidência do FC Porto.
Nesta altura mais que nunca, precisamos de alguém impoluto e profundo conhecedor tanto de futebo, como de economia à frente do nosso clube.
E sei que isto vao soar a sacrilégio por estas bandas (e só por si tb é ridículo) mas apoiaria o RUI MOREIRA mesmo que este se apresentasse contra o PdC ou qualquer outro por ele apadrinhado.
ESTAMOS A PRECISAR DE UMA LIMPEZA URGENTEMENTE!

F.C.Limpa Tudo disse...

Antes de mais, existe uma diferença clara entre nós, não sou Dragão(talvez Mouro encapotado, enganador, covarde,) duvidoso sou Dragão verdadeiro, Dragão orgulhoso em suma Bi-Campeão.

«Jogadores como o Anderson e o Lucho poderiam perfeitamente ter vindo a 100%. Era um risco na altura mas é agora óbvio que duplicariamos o investimento (pelo menos) de certeza absoluta.»

Então se era um risco porque arriscar logo tudo, primeiro porque o custo era elevado e depois eventualmente, se caso não correspondessem às expectativas, vir logo qualquer Dragão enganador desculpe duvidoso dizer mais um negócio ruinoso para o clube SAD.

«Esta SAD é uma fantochada. É por estas e por muitas outras que eu apoiarei o RUI MOREIRA se eventualmente este se decidir candidatar à presidência do FC Porto. Nesta altura mais que nunca, precisamos de alguém impoluto e profundo conhecedor tanto de futebo, como de economia à frente do nosso clube.»

Fantochada é qualquer Dragão enganador desculpe duvidoso, vir tentar atirar areia para os olhos, porque os portistas não são parvos, e não têm memória curta, pois lembram-se muito bem o que o clube era quando tínhamos o Dr. Américo de Sá a presidente, muito boa pessoa, mas constantemente comido por essa gente que não olha a meios para atingir os fins.
Agora somos uma potência Mundial, estamos nos 10 primeiros lugares do ranking de trofeus conquistados, Bi-Campeões do Mundo com um estádio extraordinário e um património altamente valioso.
Sr. Dragão enganador desculpe duvidoso o sr. Não tem memória, olhe que a ingratidão é um grande defeito.

Saudações Portistas

O Situacionista disse...

Caro Dragão Duvidoso,

Apesar de ser, salvo erro, a primeira vez que por aqui aparece com (esta) identificação, presumo que terá este blog por hábito de leitura.

A minha presunção baseia-se no facto de quase a finalizar o seu comentário, referindo-se às críticas que acima tinha feito ao por mim considerado Maradona do dirigismo Mundial, vulgo NGP, dizer : “E sei que isto vai soar a sacrilégio por estas bandas (e só por si tb é ridículo) (...)”

Olhe, pela minha parte, não posso deixar de lhe dizer, com toda a sinceridade, o seguinte: o seu comentário, soa-me, de facto, ... à sua opinião ! Nada mais !!!
Ainda bem que a veio aqui dar. Como sabe, e não me canso de repetir, este blog quer-se plural !! Sempre o foi e sempre o há-de ser. Mesmo que, por vezes, as opiniões sejam dadas com toda a veemência deste mundo e do outro.

Claro que, quanto à sua opinião, evidentemente, estou em total desacordo. Mais até do que em desacordo, digo-lhe mesmo que, e perdoe-me a frontalidade, já nem ligo muito a essa “cantoria” incessante das comissões. Nem à dos milhões do Mourinho. Mas isso é outra questão.

(Em todo o caso, aproveito para dizer que subscrevo a 200% a posição INICIAL do FC Limpa Tudo (desculpe-me, meu caro FC Limpa Tudo, mas neste seu último comentário já não o posso subscrever, apenas pela forma como o faz), do Fanático e até do Eterno, que não me parece muito diferente (a salvaguarda é absolutamente correcta); já agora, a realidade que aqui nos foi transmitida pelo Meireles é bem ilustrativa;)

A propósito do Rui Moreira, em quem FERVEROSAMENTE o Dragão Duvidoso votaria, apesar de eu continuar a estar TOTALMENTE em desacordo com a estratégia por ele seguida, também sei reconhecer que, por exemplo, na sua crónica (“Porto dá abrigo”) semanal no jornal “Record” deste sábado, denominada, com um belíssimo humor, “País atlético”, o Rui Moreira escreve um texto bastante razoável ( ... razoável ??!!! Sim !! Que querem ?! a (insistência na) tese do penalty (embora ressalvando a dificuldade de análise) tira-me do sério !!!). Gostei especialmente do final que considero excelente !! Diria mesmo que termina em BRASA !!! Com o FOGO DE DRAGÃO a torrá-los....

Ora leiam,
“Os portistas ainda andam furiosos com o clima de júbilo que se instalou no País, depois de o FC Porto ter sido eliminado pelo Atlético. Tenho ouvido muitos adeptos que se confessam envergonhados pela exibição, humilhados pelo resultado e, principalmente, irritados pelas consequências da derrota.

E claro que NÃO SE PODEM SENTIR SATISFEITOS com o afastamento da Taça NEM DEVEM DESVALORIZAR A IMPORTÂNCIA DA COMPETIÇÃO ou ARGUMENTAR QUE "ASSIM TEREMOS UM CALENDÁRIO MENOS SOBRECARREGADO" .

O FC PORTO ENTRA NAS COMPETIÇÕES PARA GANHAR, e a Taça é a segunda prova do calendário nacional. Além disso, as finais em que a equipa participa são uma festa especial para os PORTISTAS DO SUL, que sempre revelam no Jamor a sua ENORME DEDICAÇÃO AO CLUBE.

As questões técnicas e tácticas já foram escalpelizadas: Jesualdo explicou que QUANDO NÃO SE JOGA COMO EQUIPA, o valor individual comparado dos jogadores pode não chegar para levar de vencida um adversário bem mais fraco.

Também já muito se falou do penálti assinalado (e ainda não vi ninguém assegurar que não houve infracção da mesma forma que ninguém possa garantir que a falta existiu) e do falhanço de Quaresma.

Disse, e repito: se calhar ainda bem que a bola não entrou, porque de outra forma, o País estaria a viver uma enorme comoção e as dúvidas que o lance suscitou iriam servir para branquear outras situações até ao fim da época.

O FCPorto é a melhor equipa, tem uma vantagem expressiva no CAMPEONATO QUE É O SEU GRANDE OBJECTIVO e a última coisa que lhe interessa é que as arbitragens venham a influenciar esse estado de coisas.

Quem assistiu à difícil vitória na Choupana CONTRA DUAS EQUIPAS sabe como os senhores do apito são sensíveis aos estados de alma da opinião pública.

Este fim-de-semana, os jogadores portistas devem vingar a derrota e recordar a lição: os adversários mais fracos (e o Aves é uma equipa dessas... ) não podem ser subestimados. O que se exige é que ganhem por tantos e com tanto mérito que a eventual influência da arbitragem, seja quem for o beneficiário, nem sequer mereça ser invocada.

Quanto ao ambiente que anda por aí, não nos deve admirar. DEPOIS DA JOANA D'ARC, SÓ FALTAVA O ATLÉTICO PARA OS ENTUSIASMAR.

Os portistas não se podem preocupar com esse sol de Inverno e de pouca dura. Devem saber que FRACO É AQUELE A QUEM, À MÍNGUA DE VITÓRIAS QUE LHE PROPICIEM ALEGRIAS, SÓ RESTA O REVANCHISMO, O PRAZER DE VER O ADVERSÁRIO MAIS FORTE DERROTADO AINDA QUE POR INTERPOSTA E ATLÉTICA PESSOA.”
(realçados meus)

Leram bem os dois últimos parágrafos ? Especialmente a ultima frase ? Com a vossa licença cito-a novamente: “(....) fraco é aquele a quem, à míngua de vitórias que lhe propiciem alegrias, só resta o revanchismo, o prazer de ver o adversário mais forte derrotado ainda que por interposta e atlética pessoa.”

Esta foi à DRAGÃO !!! Já não era sem tempo...

F.C.Limpa Tudo disse...

Caro Situacionista
Lamento que a minha opinião não tenha sido entendida, e creio que se refere ao problema do Dr. Rui Moreira para presidente e as minhas considerações posteriores, pois acho, para além da crónica do Porto dá abrigo de hoje(excelente) que a minha opinião se mantém, não deixando de ressalvar que o considero uma pessoa de grande índole, um grande Dragão, profissionalmente competente e que me merece toda a consideração.
Mas pessoalmente entendo que para presidente do nosso clube, deverá ser um presidente com características semelhantes ao actual. Porquê ?
1 – Porque os de Lisboa nunca o consideraram um intelectual, erudito numa palavra só Dr., pelo facto sempre o menosprezaram.
2 – Porque percebe muito de futebol, mas estou plenamente convencido que nunca age sem o consentimento colegial.
3 – Percebe os meandros do futebol, e não estou a referir aos árbitros etc., mas sim aos empresários, olheiros, ex. atletas, atletas, treinadores e saber lidar com tudo isso.
4 – Continuar a ser um grande gestor da obra que transformou um clube regional numa super potência mundial.
Num comentário noutro blog, eu votava Vitor Baía, porque acho que reúne todos esses atributos.
Saudações Portistas