terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Ser benfiquista...

Ser benfiquista é marcar golos em fora de jogo
É dar mão na bola dentro da área e ser casual
 
É ter tantos amigos nos jornais, rádios e televisões, que escondem os lances ilegais
É ter adeptos que acreditam nos jornais, rádios e televisões
 
É ser apanhado a conduzir com 1,44 g/lt de álcool no sangue e não ser multado nem ficar sem carta
 
É ser apanhado a jogar dopado e sentir-se vitima
É ser desculpado pela federação
É insultar o governo quando a verdade vem ao de cima
 
É andar meses com um dossier a dizer que tem coisas gravíssimas, e quando o apresentam à justiça todo ele já ter sido investigado no passado e arquivado
 
É pagar a uma prostituta para dar o nome a um livro de modo a atacar o FC Porto
 
É querer justificar as derrotas com uma suposta corrupção
É não ver que o FC Porto tem sido, de longe, a melhor equipa dos últimos 20 ou 30 anos  
 
É não ver a realidade
 
Ser benfiquista é tão triste...
 
 

7 comentários:

Contista disse...

Perfeito!

Saudações.

O Situacionista disse...

.... É não ter o privilégio ÚNICO, a honra MÁXIMA e o orgulho INFINITO de ser .... PORTISTA !!!!!

dragón disse...

Excelente comentário.

Por muito que ache que o tema "benfica" não fique nada bem num blog dedicado ao FC Porto, a verdade é que temos de ser nós a insistir na verdade por todos os meios possíveis, uma vez que a nossa Comunicação Social continua a manipular escandalosamente a opinião pública de forma a esconder este colinho nojento.

O Soldado Azul disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
O Soldado Azul disse...

Concordo com o dragón! Está excelente mas não devemos tomar a iniciativa de falar deles! Eles é que sistemáticamente sentem essa necessidade! Como são inferiores têm que falar mal de nós para menorizar as nossas vitorias!
Contudo parabéns Azzulli pelo post!
Saudações

Fanático disse...

Ser portista, é como diz hoje o Gabriel (lembram-se dele?, também o nº 2 à semelhança do João Pinto e do Jorge Costa) na bola de hoje, e escrevo de memória, à pergunta: qual foi a coisa mais ousada que fez pelo seu clube? Foi ter jogado lesionado, num jogo com o Barreirense, antes de sermos campeões, por ordem do Senhor Pedroto e me terem posto uma fita e uma pomada que me doíam mais do que a própria lesão. Brilhante!!!!

meirelesportuense disse...

Em contrapartida ser Portista hoje -glosando ainda Florbela Espanca-: "É ser mais alto, é ser maior do que os homens! Morder como quem beija! É ser mendigo e "dar" como quem seja Rei do Reino de Aquém e de Além Dor"...