quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

Rui Moreira

Caríssimos,
Poderia no post anterior sobre o MST estender o meu comentário mas achei mais adequado desenvolver um Post, entitulado Rui Moreira, por que considero que a intervenção deste último no programa Trio de Ataque de ontem foi "particular" no que toca a 2 ordens de razões:
1) Sempre que "sai" uma notícia sobre o Apito Dourado em prejuízo do NGP, o jogo imediatamente a seguir da nossa equipa é sempre caracterizado por uma arbitragem escandalosa em nosso prejuízo como foi o jogo com o Nacional! E o Rui Moreira considerou (e muito bem) prioritária a transmissão desta ideia!!! Parece que a arbitragem tem a tendência que a sua imagem sai prejudicada se não "roubar" para os nossos adversários! Pensam que o NGP está ligado à corrupção da arbitragem, logo nada mais apropriado do que prejudicar claramente a nossa equipa para que não restem dúvidas que os árbitros não são corruptos!!!!! É impressionante, a todos os níveis inqualificável!!!!
2) Transmitir por muito que nos custe que esta novela Carolina Salgado é prejudicial para o nosso clube enquanto instituição! Não poderia estar mais de acordo!!! Independentemente da culpa, do julgamento, toda esta novela faz com que o NGP já não se livre da fama... Prejudicial a nivel internacional: não nos esquecemos que somos o melhor clube português, somos bi-campeões da Europa e bi-campeões do mundo! Não somos um clube qualquer! E porque estamos a falar do "obreiro", do maior Portista de todos, do homem que se dedica de corpo e alma ao clube, ver a nossa referência, o nosso PRESIDENTE ligado a toda esta novela, prejudica claramente o nosso clube e deixa-nos a todos os Portistas tristes! E o Rui Moreira condenou (e na minha óptica bem) que a esfera da vida privada fosse ultrapassada para a vida profissional e não podemos apoiar, por mais que gostemos da pessoa em causa, este tipo de novelas... Claro que o Rui Moreira (tal como eu) não sugere como o MST que o NGP deveria por o lugar à disposição!!!! Era o que mais faltava que o principal responsável pelo patamar atingido pelo nosso clube a nível nacional e internacional se demitisse em detrimento de todo um passado muito bem sucedido e de um presente e futuro com resultados desportivos consolidados e previsíveis! Mas por outro lado, não poderemos concordar com tudo o que se está a passar e espero, para bem do NGP e do nosso Clube que toda esta novela (Carolina e Apito Dourado) termine o mais rapidamente possivel!
Saudações

23 comentários:

dragão lisboeta disse...

Tenho assistido às vossas considerações sobre o caso Carolina e se bem que não concorde com a maior parte do que aqui foi escrito, estou mais de acordo com este post do Situacionista.
Não colocando de lado a hipótese avançada por MST, que mesmo assim considero a última opção, a verdade é que no fim quem sai prejudicado de tudo isto é a Instituição FCP. Todos nós temos apreço e admiração por PC, mas acho que as mesmas não devem ser cegas. A única maneira de PC minorar todas e quaisquer consequências que daqui podem advir seria contar tudo o que sabe. Mesmo que isso também implicasse a sua culpabilização. Sempre ouvi dizer que onde há fumo há fogo, e não é por causa do famigerado livro que profiro estas palavras, pois não acredito que PC seja inocente de tudo. A grande questão é que ele não é certamente o único prevaricador, e nos vermelhos e demais ninguém toca. Isso é que me deixa fulo da vida. Pese embora os casos Mantorras, arrestos e outros que tais, eles também fazem parte do famoso sistema. Durante o mandato do Cunha Leal devem ter sido feitas muitas trafulhices, mas claro que isso não conta para nada. Geralmente nestes grandes casos de justiça têm de existir um grande culpado, e neste caso não há melhor e único culpado que PC.
O que chateia é que agora (antes também o era mas não como será a partir desta altura) ninguém vai conseguir afastar a aura da suspeição das nossas vitórias, por mais esclarecedoras que possam ser. E essa situação não só nos custa a nós, como também custará aos jogadores.

Saudações

O Situacionista disse...

Um apelo – PAREM, por favor, de falar em Instituição !!!!! Já ouviram falar em CLUBE !??!! Que merda é essa de instituição ???? Nós somo o Futebol CLUBE do Porto !!!

Já que cá estou, e quanto ao que o Dragão Lisboeta (DL) refere, no tocante à(s) suspeição(ões), um pormenor e 3 notas:

Pormenor:
Ela só acabará quando... eles começarem a ganhar.... e nós a perder... aí passa tudo a ser “limpinho” (veja o campeonato de há 2 anos !!! Veja o tempo da antiga senhora !!)
Se é isso que querem ...

Notas:
1) Os vermelhos da minha suspeição também não se livram !!
2) Eu só considero relevante FACTOS PROVADOS por quem de direito – TRIBUNAIS (como de impõe em estados de direito) !!!
3) Portanto, esse é para o lado que eu durmo melhor ...

P.s. – Meu caro DL, eu compreendo que aí em baixo seja mais complicado, mas por isso é que eu dou mais valor ainda aos portistas do centro e sul !!! FORÇA !!!

ausentista disse...

na linha do que disse ontem, e para quem não ouviu:
Sobre todo este caso apetece perguntar se estaremos num país civilizado. O livro em questão ( e que dizer do facto de ser publicado por uma editora que publicava as obras de Lobo Antunes? ) é um lixo, que não irei ler.

É escrito (ou a sua autoria é reclamada) por alguém que não tem credibilidade, por quem participa em tudo o que diz ser verdade e que agora se põe de lado.

O livro e o episódio são sórdidos. Há questões que são do foro pessoal. Lamento que tenham vindo a público. Há denuncias que a serem verdade, o que logicamente duvido, deveriam ter sido feitas em local próprio, mas que ainda assim compete à polícia averiguar e aos tribunais julgar.

Participo num programa que não é os “Donos da Bola”, onde sempre procuramos evitar ser juízes na praça pública. Não alinhamos em campanhas de enxovalho. Por isso apreciei a posição dos meus parceiros. Também é verdade, creio, que depois do que eu disse não havia muito mais a dizer.

Para nós a nação portista, que não é ingrata, é altura de recordar o muito que devemos a Pinto da Costa. Se não fosse ele, o FCP seria ainda um clube de bairro. A ele estamos agradecidos. Não se trata apenas de o presumir inocente. Trata-se, acima de tudo, de nunca esquecer o que ele fez pelo nosso emblema.

JNPC disse “falem-me de coisas sérias”. O problema é que este é um caso sério, que prejudica a instituição. O problema é que este drama privado tem implicações no clube e na nação azul e branca.

QUEM PARTIU O MURO QUE SEPARA O DOMINIO PRIVADO DO QUE É INSTITUCIONAL? QUE NIVEL DE RESPONSABILIDADE PESSOAL TEM QUE SER EXIGIDO A QUEM LIDERA O FC PORTO?

Encontro na resposta lógica a estas perguntas a razão pela qual JNPC não se pode escudar nos tribunais e na presunção de inocência. Ficar-lhe-ia bem dizer-nos “desculpem por ter trazido aquela primeira dama para dentro do nosso clube”. Todos lhe perdoamos, todos percebemos que quem se deita com os cães pode acordar com pulgas. E dizer, já agora, não se preocupem porque me saberei defender de forma a que o nosso clube não venha a sofrer sanções desportivas.

Podia ter sido evitada a PROMISCUIDADE entre a vida pessoal do nosso Presidente e a vida institucional do clube. E houve avisos claros.
Sempre alertei, neste programa para o risco das promiscuidades, nomeadamente com as claques, com quem esta senhora se envolveu. Lembram-se da cena vergonhosa dos cartazes “orelhas” no Estádio da Luz, rodeada por quem ameaçou um nosso treinador em vésperas de uma final europeia? Lembram-se de eu a ter criticado, enquanto tanta gente que achou mal não teve coragem de então afrontar o nosso Presidente? Por essas e por outras é que a claque se sentiu com poder para atacar Co Adrianse no Olival. Por essas e por outras é que acabou o ano passado a contestar a direcção.

Há uma consequência conjuntural que já está à vista. Tal como aconteceu quando rebentou o processo Apito Dourado, já se está a perceber o efeito objectivo nas decisões subjectivas dos árbitros. Viram a arbitragem contra o Nacional?

Há uma consequência estrutural mais profunda. As acusações atingem não apenas a honra do presidente mas do próprio clube, como escreveu Miguel Sousa Tavares. E, meus caros, o nosso clube tem honra e glória. As acusações incomodam todos aqueles que têm apelado e exigido aos poderes da cidade que o nosso FC Porto seja tratado como uma marca de prestigio. Todos sabemos como é difícil construir uma marca, todos percebemos como é fácil destruir o trabalho de muitos anos.


O FCP tem todo o direito, mas tem também o supremo dever de ser uma alavanca de uma cidade do Porto. Não pode contribuir para que a cidade que tem o seu nome seja injustamente famosa todos os dias. Vejo com tristeza e preocupação um Porto cidade a desconjuntar-se, perante o olhar pouco caridoso do resto do país. O meu FC do Porto tem sido uma bóia de salvação, não pode ser um lastro que, pelos piores motivos que nada têm a ver como o sucesso desportivo, a ajude a afundar-se.

È que a verdadeira questão é essa: alguém duvidará que os resultados desportivos que foram alcançados pelo FC Porto sob a liderança de Pinto da Costa nada têm a ver com as más companhias?

Não acredito que as vitórias devam ser alcançadas a qualquer custo. Aceito que todas elas têm um custo, mas não estou disponível para pagar o custo daquilo que em nada contribui para essas vitórias.

Uma última palavra acerca de MST. O Miguel afirmou os seus valores morais. Conheço-o muito bem. Conheço-os muito bem, porque são iguais aos meus. Não os impõe aos outros. Por isso não pediu a demissão de ninguém. Apenas disse que, se fosse ele, se demitia. E, isso sim, é uma questão do seu foro privado.

Para todos um abraço, e se aqui não voltar, um Feliz Natal e um Ano Novo em que o nosso clube vai ser CAMPEÃO!!

Rui Moreira

Azzulli disse...

Caro Ausentista,

Sobre ontem, e sobre este caso, o que me pareceu foi que tentou abordar vários pontos ao mesmo tempo, e não saiu bem a sua explicação.

O NGP cometeu o erro de se expor demasiado com essa mulher. E em ligação directa com o FC Porto. Já se separou. Está corrigido.
Mas ficam as consequências dessa passagem…
Como este “papel higiénico”…

No entanto falta o principal: provar que as acusações são verdadeiras.

O que nos diz tem a ver com a “fama” com que fica o NGP.
E que se cola ao clube.

Temos de mostrar que não é assim!
Mas é difícil contra os 9,9 milhões…
Eles tudo fazem para realçar qualquer nódoa…

Podemos mostra-lo através do que o Rui Moreira fez muito bem ontem: expor que fomos fabulosos durante o jogo com o Nacional, mesmo com o arbitro totalmente contra nós!
Jogamos melhor, somos melhores e temos de o Gritar bem alto.
Vencemos em Portugal, na Europa e no Mundo.
Vencer na Europa e no Mundo é claramente demonstrativo de que Somos Enormes!
Que melhor prova temos do nosso valor?
Que melhor argumento?

Se PC sair agora, parece-me ser um reconhecimento de culpa.
Poderá, se assim o entender, não se recandidatar. Isso será diferente.
Mas julgo que ele onde está terá muito para dizer e ganhar.

Um abraço, e volte assiduamente que é sempre um prazer recebê-lo!

Eterno Dragao disse...

Caro Rui Moreira:

Estou de acordo com muito do que escreve no seu comentário. Contudo, discordo em três pontos:

É evidente que tudo isto não é bom para o FCP (Clube ou Instituição, como preferirmos). Porém, na minha opinião, o problema fundamental reside no "Caso Apito Dourado" e não na relação do Presidente com a Sra. D. Carolina. Permita-me, aliás, recordar que a separação da segunda mulher (Sra. D. Filomena) também não foi pacífica - houve uma entrevista ao Expresso que em nada prestigiou o Presidente (e note-se que Pinto da Costa não havia colocado Filomena nas “luzes da ribalta”, ao contrário do que aconteceu com Carolina Salgado). O que pode prejudicar a imagem do clube são alegados desrespeitos da verdade desportiva. O resto é “novela da vida real”. É por isso que não é oportuno falar da demissão do Presidente (mesmo no tal cenário hipotético de o Presidente ser Miguel Sousa Tavares, para sermos rigorosos). O mesmo não diria se esta hipótese fosse formulada quando Pinto da Costa foi constituído arguido no caso “Apito Dourado”: aí, admito que houvesse pessoas (eu não) a defender a saída do Presidente.

Com toda a sinceridade do mundo, não percebi o parágrafo: "È que a verdadeira questão é essa: alguém duvidará que os resultados desportivos que foram alcançados pelo FC Porto sob a liderança de Pinto da Costa nada têm a ver com as más companhias?". Está a referir-se apenas às más companhias femininas ou o seu conceito abarca figuras como José Veiga, Luís Filipe Vieira, os “Guardas Abel” de uma fase e os “Macacos” de outra? Na minha opinião, a resposta à sua pergunta depende da definição de "más companhias"... Não sei se me faço entendender!

Finalmente, Miguel Sousa Tavares: não só respeito a sua opinião, como acredito naquilo que diz sobre os valores morais que presidem à sua actuação. Não obstante, pergunto: era necessário afirmá-los (“alto e em bom som”) neste momento, naquela crónica? Há situações na vida em que somos obrigados a afirmar os nossos valores e em que tal não é nada conveniente. Não é o caso: ninguém perguntou a MST o que faria se estivesse no lugar do Presidente. Ele escreveu-o porque quis. É isso que critico.

Retribuo o abraço e os votos de boas festas (embora espere que “passe por cá” antes do Natal :-) )

O Soldado Azul disse...

Não pretendendo adicionar mais informação, apenas retribuo os votos de boas festas ao Rui Moreira, extensível aos demais leitores e comentadores!
Saudações

meirelesportuense disse...

Meus caros amigos e companheiros de jornada Azul e Branca: O que eu escrevi ainda durante esta madrugada, resumia no essencial aquela que é uma preocupação minha não de agora, mas de quase sempre desde que o Nosso Glorioso Clube ganhou um estatuto que pôs em causa e ultrapassou aquele que era o estatuto quase incontestado dos nossos rivais de Lisboa...Até 1979/1980 o FCPorto era um Clube grande mas incapaz de fazer frente nos momentos cruciais, aos grandes de Lisboa e capitulava umas vezes por culpa própria, outras -na maioria das vezes- por culpa de terceiros e das influências que os nossos adversários mantinham como mantêm nas àreas de maior importância correlacionadas com o Futebol Português...Rara era a jornada desportiva em que se houvessem casos que indiciassem terem prejudicado o FCPorto que as imagens dessas jogadas ou de decisões arbitrais mais polémicas nos fossem facultadas, antes eram consecutivamente negadas com desculpas do género "por avaria momentânea do equipamento ou por corte súbito de energia a RTP não dispõe de imagens dessas jogadas..." É particularmente interessante verificar que hoje acontece quase o mesmo, parece tirado a papel químico e no Trio de Ataque como noutros programas do género, os lances mais polémicos dos jogos do Benfica e do Sporting são transmitidos até à exaustão e os do FCPorto não, com vários e hilariantes argumentos do tipo: "por questões de carácter editorial" ou porque "a Sportv não nos forneceu ou enviou essas imagens",etc,etc...Isto acentuou-se com a conquista da Taça dos Campeões Europeus em 1987 e a partir daí surgiu sem nunca mais parar uma Cruzada Fundamentalista que teve direito a denúncias no Estrangeiro junto das Autoridades Desportivas Internacionais, nos meios governamentais, nos meios de comunicação social com particular destaque para "A Bola", "O Record", O Correio da Manhã" e da SIC nos seus famigerados "Donos da Bola" nos seus Telejornais, no seu apoio descarado ao Dtr. Vale Azevedo, mesmo quando o seu lugar no Benfica foi disputado por Manuel Vilarinho e até quando já estava ele na "pildra." Foram tantos os episódios que eu teria de passar semanas ou até meses a fio para poder reunir tudo aquilo que foi dito e feito contra, repito, o Nosso Glorioso Clube...Claro que os visados eram "aparentemente" apenas os seus representantes ou qualquer pessoa que se tenha destacado em qualquer momento ao serviço Dele...Artur Jorge foi agredido por Sá Pinto por ter sido o "engenheiro" do título de Campeão Europeu e não por não o ter convocado para a selecção Portuguesa de 1900 e troca o passo. Criaram em Lisboa e nessa altura sem nenhum prurido Nacionalista, um ambiente terrivel em torno de AJorge que levou a que alguém menos consciente, tivesse tido ou viesse a ter uma atitude como aquela que tomou Sá Pinto...Imaginem que o Vitor Baia ia agora a Lisboa e partia a cara do Luis Scolari, caía o Carmo a Trindade e o Mosteiro da Batalha e o Baia nunca mais jogava futebol na sua vida nem tinha sequer direito a abrir jamais uma conta na Caixa Geral de Depósitos...Ao invés o "coitadito" do manipulado Sá Pinto foi erigido à condição de herói Nacional enviado para marinar em Espanha e é agora figura de proa da história do Sporting...Mas porque todos nós sabemos e sentimos isto, todos os dias, esta discriminação constante através dos anos que passaram, temos que saber que a Nação Portista tem de estar unida e muito bem unida...E nessa união o senhor JNPCosta tem um papel essencial e nuclear. Ele tem de tomar uma posição que seja a confirmação da sua tranquilidade perante este Processo, uma posição para dentro do Clube e tem de afirmar alto e bom som a sua inocência, isto claro, se estiver firmemente convicto dessa sua inocência...Não deve falar para os outros para os que lhe querem mal, que não o vão ouvir por certo com espírito construtivo, mas essencialmente para nós os que sofremos com ele os ataques que lhe são constantemente dirigidos...E em ultima estância -pois acho que ele sabe muito sobre toda a trama que girou e gira à volta do Futebol Português- que nos venha contar algumas histórias fantásticas que acredito a serem contadas por ele poriam a nú os pecados de muita boa gente, aliás o mesmo que acontece julgo firmemente, com o Major Valentim Loureiro. Aí por maioria de razão por ter estado no poder do Futebol durante muitos anos e ter beneficiado de inúmeros e diversificados apoios e convívios e contactos, porque a somar aos imbróglios desportivos ele deve ter um enorme somatório de histórias mirabolantes no âmbito do foro Político, talvez por isso, ele agora até passe quase despercebido em toda esta trama...Rabinhos de palha ele deve ter uma "enorme colecção" para denunciar, daí o "respeitinho" de todos inclusivé do "Orelhas", do Veiga e do Ministro do Desporto...Eu peço apenas que JNPCosta nos sossegue e tranquilize com uma intervenção para dentro da Nação Portista e depois que aguarde serenamente o decurso normal da Justiça, pois quando chegarmos ao seu epílogo, logo veremos como é que as coisas são e como se passaram...Esta é a hora da união absoluta mas de uma união esclarecida e não irracional...Já agora quero confessar a todo o Portugal que eu também festejei e com enorme alegria com "AstiGancia" a derrota da selecção do "Scolari" às mãos da Grécia...Espero que não me venham a condenar por traição à Pátria, pois em "última estância" sempre poderei evocar o estatuto de "arrependido" como fez a Joana D'Arc dos tempos modernos...

Anónimo disse...

Caro Meireles

Novamente estou totalmente de acordo consigo, aliás já aflorados no post anterior, é precisamente isso que penso que o presidente deve fazer, convocar uma assembleia geral extraordinária a horas e dia compatível e sossegar a família Portista destes contínuos ataques, que na minha modesta opinião vão continuar numa escalada que só nós a poderemos inverter, com a nossa maneira de agir perante a adversidade de união de todos e em qualquer lugar divulgar a verdade oficial e não a verdade oficiosa.

Saudações Portistas
Zé Manel
Não sou anónimo

O Situacionista disse...

Grande Meireles,
O seu comentário está excelente em todos os aspectos, para além de ser muito sentido !!
Os factos que relata são bem ilustrativos !!!
A Comunicação social julga que nos toma por parvos.
É a tal tese, os portistas são todos acéfalos !!!
O exemplo que dá, entre outros, do Trio é paradigmático !!! Aceitar a desculpa da RTP (cedência de imagens da Sportv, blá, blá, blá,) seria hilariante !!!

O Meireles, sugere uma “conversa de e em família”.
Eu, pese embora, como já lhe disse, não veja necessidade (pelo menos para já, ou se quiser, pelo menos, nesta altura, ou se quiser, ainda, só após a poeira assentar – sabe, quem manda no nosso clube e nos nossos timings somos nós e não a comunicação social), estava eu a dizer, pese embora não veja necessidade, não veria qualquer inconveniente, antes pelo contrário.
Portanto, porque não ?
Sugere que seja em Assembleia Geral.
Novamente, porque não ?

Uma coisa essencial me parece evidente ter de existir – UNIÃO !!!
Mostremos já no próximo jogo - TODOS AO DRAGÃO !!!

Anónimo disse...

Algumas notas:

Sr Rui Moreira, ao dizer que conhece os valores do MST e que são tb os seus quer dizer que tb se demitia. Mas eu pergunto porquê agora? Não seria a confirmação de que o tal livro diz coisas realmente reais? Concordo com esses valores, mas a ter havido demissão deveria ter sido logo pela altura do processo apito dourado, qd foi constituído arguido. Compreendo o que MST quis dizer, compreendo as razões, mas o Eterno Dragão tem razão, não o deveria ter dito agora e muito menos para todos o lerem.

Já agora caro Rui Moreira um aparte. A Sporttv parece continuar a gozar com os portistas em relação aos resumos que apresenta (com a falta dos casos dos jogos do FCP). Tem de demonstrar com mais veemência a indignação dos portistas em relação a isso. Porque é definitivamente gozar connosco e espezinhar-nos.

Meireles o seu comentário está muito bom, mas há uma coisa que se confunde, eu não festejei a derrota de Portugal, festejei sim a derrota de um ditardorzeco chamado Scolari. Mas claro que ninguém nunca vai entender isto a não serem os portistas.

De qq maneira acho que o problema é, tb nós, estarmos a dar importância demasiada e este assunto, não bastando a importância que os media lisboetas dão, com os interesses que já lhes conhecemos.

Já agora li ontem numa revista cor-de-rosa uma declaração do Macaco (líder dos SD) a dizer que conhecia a dita senhora de jantares que fazia em casa do Sr. Pinto da Costa, em que o Macaco juntamente com a sua esposa(?) confraternizavam! Como!?!??!? Diga lá outra vez!! Nem vou tecer considerações sobre este assunto...

Um abraço.
http://portistasdebancada.blogspot.com/

Eterno Dragao disse...

Meireles (ou melhor, Grande Meireles, como diz o Situacionista): post brilhante e "bem lá do fundo"!

Zirtaev: a história da ligação do Macaco ao ex-casal Pinto da Costa - Carolina Salgado deve ser verdade. O próprio Macaco, no livro que alguém escreveu por ele (sim... o Macaco também publicou um livro), afirma que a mulher dele é amiga de Carolina Salgado. Vocês estarão a pensar: mas este tipo leu o livro do Macaco? Li, sim senhor! E "recomendo"! Ajuda a perceber muita coisa, nomeadamente o papel das "más companhias" no percurso do Futebol Clube do Porto.

A propósito desta ligação, lanço mais gasolina para a fogueira: em face desta amizade, em que medida é que o afastamento dos SD da Direcção do FCP (agressão a Adriaanse, etc.) está relacionado com o final do relacionamento entre o Presidente e Carolina d'Arc?

A tal Assembleia Geral tem que ser longa...

ausentista disse...

Zirtaev,
agradeço o seu comentário. sorbe a sport tv, acho que posso ser mais enfático. mas não acha que os assinantes deviam escrever todos para lá?
eu já o fiz.
sobre a eventual demissão: se ler o meu texto, o que eu disse é que JNPC não se pode refugiar na presunção de inocência, como um cidadão comum. tem que dizer algo. a mim basta-me que diga que "não haverá quaisquer consequencias desportivas para o FCP".
Como disse ontem o Antonio Lobo Xavier, meu colega na direcção da Associação Comercial do Porto, se JNPC sentir que está a prejudicar o FCP será ele o primeiro a sair para proteger algo que ele ama. O que eu disse sobre o Miguel Sousa Tavares é que o que ele escreveu, e que muitos criticaram porque achavam que como portista devia estar calado, se deve aos seus principios morais que são iguais aos meus. o que não quer dizer que as opiniões sejam idênticas. pode-se ter os mesmos principios morais, mas não ter as mesmas opiniões. não me ouviu, por isso, pedir a demissão do nosso grande presidente. quanto ao macaco, perceberá agora porque falei da promiscuidade com as claques que sempre denunciei. um abraço

O Situacionista disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
O Situacionista disse...

Meu caro Rui Moreira,

Nem vou falar nos aspectos desportivos, porque nesses, já percebi, infelizmente, que estamos conversados.

Agora, já que nós dá o privilégio de “por cá andar” eu gostaria, se se quiser dar ao trabalho de ma dar, de lhe pedir uma explicação de âmbito geral. No fundo, do âmbito da própria cidadania.

O Rui Moreira, por um lado, já afirmou no Trio, não sei quantas vezes, incluindo no último programa, que os Juizes são todos fraquíssimos.
(não sei precisar se foi esta a adjectivação, creio que sim, mas independentemente de ter sido ou não, sei que mais “branda” não foi).

Por outro lado, já aqui invocou, bastas vezes, “princípios morais”.

1ª pergunta – tem noção da gravidade da afirmação que profere ?
(Nunca vi o Rui, que me lembre, distinguir a árvore da floresta !!! O que acho inconcebível !! para mim, a Justiça é um dos principais pilares dos estados de direito. Das democracias. Dos países desenvolvidos !!)

2ª pergunta – Qual é o princípio moral que fundamenta o que diz ? Que legitima tal afirmação ?
(Será o que me permitiria afirmar, qual verdade absoluta, que todos os comerciantes do Porto são fraquíssimos ?
Será o que me o permitiria afirmar, qual verdade incontestada, que todos os presidentes das associações comerciais do país são fraquíssimos ?)
Mas que princípio moral é esse ? Desconheço !! Felizmente...)

Obrigado.

P.s. - É que, mais não seja, misturar Mourões com gente com "mais" príncipios parece-me tremendamente ofensivo para os últimos.

meirelesportuense disse...

Eu não pretendo semear divisões dentro da nossa massa adepta e portanto não quero defender ou contestar a posição de qualquer dos comentadores aqui exposta...É evidente que algumas delas têm uma importância acrescida pelo estatuto já conquistado ao longo do tempo e da prática e nesse aspecto compreeendo perfeitamente a posição do senhor "Ausentista", que se tem pautado por uma enorme correcção e contenção verbal aqui como noutros areópagos, tal como convém a quem representa uma Instituição ao seu mais alto nível...E manda a verdade que eu diga que já o ouvi referir diversas vezes, senão em todos os programas, aquela incongruência da (in)disponibilidade de muitas imagens televisivas franqueadas, mas sei também que ele não pode exigir de forma mais exaltada aquilo que lhe é negado constantemente e em público, ou então correria o risco de ver a sua posição muito fragilizada, embora eu ache que deva manter essa questão sempre em cima da mesa, até eles se cansarem de a negar...Isto são estratégias indicadas por quem vê à distância esses debates e não pode analisar "in loco" as circunstâncias que se apresentam dia após dia, pois estou convencido que essas circunstâncias se vão alterando de programa para programa de acordo com a própria "estratégia" dos mentores do programa...Portanto para ele (RM) o meu respeito mais que merecido e a minha solidariedade total. Para os outros comentadores a minha enorme consideração, respeito e a constatação de que nós os "sem camisa" podemos dar mais ênfase a todos os nossos comentários, porque o nosso auditório é mais reduzido e menos susceptível...Por isso é também o espaço em que podemos soltar todas as nossas emoções e estados de alma, sem recear ser advertidos por um qualquer moralista ou Polícia de giro...Confesso que muitas vezes -mais do que gostaria- me excedo em algumas atitudes e então quando a nossa equipa marca como aconteceu na Choupana, vou ao limite e expludo de maneira completamente irracional..Mas depois sobrevém a calma e então no aconchego dos meus lençóis, sinto uma vergonha incontível e a consciência de que se o que fiz, o fizesse noutros locais e com outro estatuto estaria a prestar um serviço muito negativo para a imagem do nosso Clube...Creio que me faço compreender. Para todos um enorme abraço...PS.: Já agora "Zirtaev" eu não sou anti-Português como sei que também não o afirmaste, para esclarecer no BI lá está: Nascido em Miragaia/Porto em Setembro de 1951. O que eu contesto veementemente é esta correlação de forças imposta sabe-se lá(?) por quem e as posições cegas/subservientes do Seleccionador quanto a isso e automáticamente não consigo dissocia-las do restante e óbviamente festejo todos os "seus" insucessos, mas posso adiantar que bastaria que a Federação/Scolari tivessem tido atitudes mais consentâneas com as suas responsabilidades eu teria eventualmente estado muito mais ao seu lado...E aqui tudo se entronca com o que eu disse sobre "RM": É preciso saber "estar".

Anónimo disse...

Caros Amigos,
Não consigo esconder algum 'desconforto' que toda esta situação me provoca... é um assunto que mais uma vez me incomoda... e vou ser-vos franco como sempre tenho sido, ou seja, 'pior do que aquele que não vê, é aquele que não quer ver'... quero com isto dizer que sei bem que os 'abutres' continuam à espreita do minimo deslize nosso ou dos nossos, e cada vez mais temos que estar atentos a todas essas movimentações... mas sempre ouvi dizer que 'quem cala, consente' e com isso quero dizer que é esse 'silêncio ruidoso' que me incomoda muito mais que o livro da Vaca Carol ou dos escritos dos 'habituais medíocres'... gostava de ouvir uma reação enérgica do timoneiro, mas parece que nada vai sair dali... o que me incomoda, incomoda mesmo!
A ver vamos no que vai dar... mas o nome do FC Porto já começa nos últimos tempos a ser demasiadas vezes metido ao barulho de 'outras guerrinhas' que não o do rectângulo verde, porque ai, os resultados falam por nós!
aKeLe aBrAçO
http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

Anónimo disse...

Caros Amigos,
Não consigo esconder algum 'desconforto' que toda esta situação me provoca... é um assunto que mais uma vez me incomoda... e vou ser-vos franco como sempre tenho sido, ou seja, 'pior do que aquele que não vê, é aquele que não quer ver'... quero com isto dizer que sei bem que os 'abutres' continuam à espreita do minimo deslize nosso ou dos nossos, e cada vez mais temos que estar atentos a todas essas movimentações... mas sempre ouvi dizer que 'quem cala, consente' e com isso quero dizer que é esse 'silêncio ruidoso' que me incomoda muito mais que o livro da Vaca Carol ou dos escritos dos 'habituais medíocres'... gostava de ouvir uma reação enérgica do timoneiro, mas parece que nada vai sair dali... o que me incomoda, incomoda mesmo!
A ver vamos no que vai dar... mas o nome do FC Porto já começa nos últimos tempos a ser demasiadas vezes metido ao barulho de 'outras guerrinhas' que não o do rectângulo verde, porque ai, os resultados falam por nós!
aKeLe aBrAçO
http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

Anónimo disse...

Qt à relação entre o presidente e o macaco, vêm-me à ideia 2 ou 3 ditados, mas vou-me ficar só por um, por respeito ao presidente: Quem semeia ventos...

Sr. Rui Moreira assim sendo peço-lhe desculpa, porque interpretei mal as suas palavras, aliás penso que muita gente ficou com a mesma impressão que eu, qd se colou aos valores do MST, muitos terão pensado que seria realmente da mesma opinião ou seja que concordava com a demissão do presidente.

Como, afinal, temos a mesma opinião, já o presidente vir dar uma palavra aos sócios dizendo que o clube não será afectado aceito, embora com algumas reservas, já que a melhor resposta penso já a ter dado ao colocar em tribunal por calúnia a dita senhora. Mas e será que o clube já não foi afectado, já desde o Apito Dourado, porquê agora? Mais uma vez a mesma pergunta. E será que ele poderá garantir que o clube não será afectado no futuro? As palavras, como já disse, acho que apenas dariam ainda mais ênfase a um assunto que não deveria merecer mais importância. Daí as minhas reticências.

Em relação à Sporttv, eu tenho ideia que eles poderia receber nem que fossem 10.000 cartas a reclamar tal facto que não alterariam fosse o que fosse. As pessoas infelizmente necessitam deles para verem os jogos e eles sabem disso, por isso ameaças não lhes mudaria os actos. Já a sua posição é uma posição privilegiada e que em meio minuto de considerações ou pressões lhes afectaria mais que as ditas 10.000 cartas, e é nesse aspecto que lhe peço para ser mais veemente. Se necessário for apelide-os de anti-portistas, fales das reclamações de muitos outros portistas que lhe chegam aos ouvidos. Seja incisivo, porque está mais que visto que eles não ouvem de outra maneira. É a minha opinião e sei claro que a sua maneira de estar no programa e penso que na vida (que muito aprecio e respeito) pode não ser consentânea com o que lhe acabei de pedir. Mas é o que eles merecem e precisam.

Meireles creio que não me fiz entender bem. O que quis dizer é que os outros é que confundem que nós portistas se festejamos não foi a derrota de Portugal, mas sim a derrota do sargentão.

Um abraço.
http://portistasdebancada.blogspot.com/

Fanático disse...

Grandes os comentários, quer do DL, do Meireles (classe pura!! e pode sossegar que também eu sou irracional com o nosso FCP e racional com os outros clubes), quer do Zirtaev.Agora pergunto, e à espera de uma resposta inequívoca do ausentista, o seguinte: No seu lugar (presidente do FCP) também se demitia?

meirelesportuense disse...

Meu caro Zirtaev eu sei que tu -desculpa se este tratamento te aborrece, mas creio que não- não quizeste dizer que eu era Anti Nacionalista eu sei e sei porque já percebi -aliás já o afirmei- que és "gente boa" e percebi o que querias dizer, mas outros menos avisados poderão não ter percebido bem essas palavras, daí eu ter colocado o problema, para além de não poder deixar de aproveitar a oportunidade para me congratular com o conhecimento que nos foi dado de em casa de JNPCosta se ter sentido "um pouco" do que eu senti em dois -os melhores para mim- grandes momentos do Euro 2004: O jogo de abertura no Dragão e a final em pleno Vermelhão, os "Scolaris" perderem com uma equipa vestida assim exactamente de Azul e Branco...Foi como se tivessemos sido nós a ganhar em nossa casa e na casa do "nosso" adversário directo...Tinha que ser...Era algo que os Deuses não podiam desperdiçar!...

ausentista disse...

para o meu amigo situacionista:
-nunca disse que todos os juizes são maus. infelizmente, o que tem acontecido ao longo de muitos anos é que a intervenção dos juizes no futebol tem sido lamentável, de um modo geral. porquê? porque os melhores juizes têm tido o juízo de não entrar no futebol. E porquê? porque o bom juiz é o que decide o caso com a venda nos olhos, sem saber quem controla cada um dos pratos da balança que ele segura. claro que há bons juizes e boas juizas, já agora. cada vez mais. e até dou anualmente uma aula ao CEJ, que ´´e o curso de formação de juizes na universidade católica, onde encontro gente excepcional, dedicada, empenhada. E, como deve saber, sou presidente do instituto de arbitragem comercial, uma instancia alternativa de resolução de conflitos, onde muitas vezes me deparo com problemas complicados. Há bons juizes e maus juizes, como há bons e maus portistas, ( e boas e más carolinas). O que me parece evidente, meu caro, é que os juizes que têm passado pelo futebol têm, de um modo geral, prestado simultaneamente um mau serviço ao futebol e à justiça. Veja que quando um dirigente de um clube de bairro chega ao ponto de dizer "não preciso de comprar jogadores porque controlo a liga", e depois se assiste ao funcionamento de uma comissão disciplinar que parece dar-lhe razão quando se inclina tanto que não administra boa justiça, é evidente que quer o futebol quer a justiça, e principalmente a reputação dos juizes fica maculada. e isto que eu digo é secundado até pelo CS de Magistratura, que quer preservar a imagem dos juizes, acima de tudo. Situacionista, não confundo a árvore com a floresta, o que digo é que as árvores doentes infectam a floresta. E, por razões que são demasiadamente óbvias, as árvores doentes parecem ter uma relação directa com o futebol. Já agora, o nosso FCP tem sido, na maioria dos casos, o prejudicado. Ou a gente já não se lembra? Por fim, o que tenho dito é que a justiça, o tal pilar do estado de direito, é uma vergonha. não se trata dos juizes apenas, trata-se como jorge sampaio (que por acaso é advogado...) de um problema de todas as profissões judiciárias. um problema que é patente nas "oportunissimas fugas de informação", no terrivel corporativismo das classes profissionais. A justiça em Portugal é má, é lenta, e não preserva os direitos dos que passam pela sua malha. Os arguidos são considerados logo culpados. Como os "casos" nunca são resolvidos, paira sobre os cidadãos uma nuvem de suspeita. Sobre os arguidos, claro, que muitas vezes são inocentes, mas também sobre toda a sociedade.

ausentista disse...

Fanático:
já respondi a essa pergunta. Não acho que JNPC se deva demitir só porque foi difamado (se assim fosse qualquer grande capitão estaria condenado a ser posto fora de jogo pelo adversário através de uma mera difamação) mas também não se pode escudar na presunção de inocência. Essa serve para os coitadinhos. Não para o nosso grande capitão. Não chega dizer "já a processei". Porque esse processo remete de novo para a esfera privada dos dois,que ele permitiu que fosse dobrada. O que está em jogo é a honra do clube. Para a defender, não se pode jogar à defesa, é preciso jogar ao ataque, e dar-nos a todos a certeza e a confiança de que podemos ( e devemos) marchar com ele. Será que desta vez me fiz entender? E, sobre este assunto, aqui ou seja onde for, não falo mais. porque já cheira mal este tema. porque, sabe, acho insuportável que os que antes se riam e apreciavam os comportamentos desajustados de uma certa senhora se vejam agora na necessidade de a insultarem, tão insuportável como a posição dos que antes tudo lhe chamavam de mal e que agora descobriram nela uma santa arrependida.

O Situacionista disse...

Ausentista,
Meu caro, e passando de imediato ao que transmite, quando diz/pergunta:

"Já agora, o nosso FCP tem sido, na maioria dos casos, o prejudicado. Ou a gente já não se lembra ?"

Sabe o que eu lhe digo - Pois tem !!! Se me lembro !!! E de que maneira !!!
Nada mais verdadeiro. Injustiça extensível a todos os níveis.
E o que estou a dizer é uma CONSTATAÇÃO facilmente demonstrável, nada tem a ver com qualquer vitimização do nosso Clube, até porque odeio essa forma de estar.

E é precisamente contra essa injustiça que eu não me cansarei (ouviu bem ? não quer que repita, pois não ? bom, é melhor...), não me cansarei, dizia, de o INCITAR a lutar contra ela.

Ainda por cima porque acho, sinceramente, que tem muitas capacidades para o fazer (isto não é um elogio, é uma responsabilização !!)

Mais, tem todas as condições para o fazer (refiro-me, especialmente, ao acesso que tem aos meios de comunicação social).

Ainda não percebi é se se quer dar ao trabalho (porque, acredito, não deve ser fácil...mas quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele !!!).

Por isso, se pensa que lhe “vou dar descanso” está muito enganado !!!
Aviso-o já, as únicas formas de se “ver livre de mim” são simples - LUTANDO como DRAGÃO que é contra as injustiças de que é alvo o nosso Clube ou .....DEIXAR de passar por cá !!! Não vai ter mais alternativas !!!
Acredito que, ainda assim, PREFERIRÁ a primeira.... :-)))

De resto, sempre que me vier com posições com as quais eu não concorde, cá estarei para o dizer...e o Ausentista, se o entender por bem, para me contraditar !!
Um abraço amigo.