terça-feira, 30 de setembro de 2008

Sujar o nome

É a exibição que nos ENVERGONHA. Não é o resultado.

Tenho de recuar vinte anos para me lembrar de uma coisa assim. Depois disso, já perdemos por diferenças grandes, mas com dignidade.

23 comentários:

Armindo disse...

Estou em estado de choque!
ASSIM, NÃO!!!

Mr.Duke disse...

Despedimento, despedimento, Azenha a treindor, Jose Gomes despedido do Aves, do Leiria e do Paços de Ferreira.
Como é possivel só voltar a mexer aos 65 minutos, deixar o Guarin em campo, tirar o Meireles, e jogar com um não jogador adivinhem quem?

Mr.Duke disse...

Desta vez também foi assim. Mas para Guarín as coisas começaram mal antes de a equipa perceber o que a esperava.

Minuto um, passe errado. Minuto dois, recuperação, mas passe errado. Perda de cabeça a meio-campo. Minuto quatro, recuperação, perda de bola. Minuto cinco, finalmente uma bola ganha que não se perde logo a seguir.

Guarín apareceu sobre a esquerda, algures entre Fernando, Benítez, Raul Meireles e Rodríguez. Complicado? Para o colombiano pareceu. Pouco intenso, as imagens da televisão mostravam-no muitas vezes fora de posição e ausente nos escassos movimentos do campeão para chegar à frente. Perdido? Pode dizer-se que sim.

Passa cinco minutos sem bola. Perde de cabeça aos dez. Aos 14 faz o primeiro passe que chega ao destino. Coisa curta, dois, três metros. Sem risco, sem rasgo. Aos 17 perde uma bola dividida. Não perdeu muitas assim, porque raramente demonstrou frescura e disponibilidade para duelos.

Oito minutos depois, aos 25, volta ao jogo. Um passe certo. Outro. Aos 27 a melhor acção. Um drible, espaço, remate de Lisandro, defesa de Almunia. Aos 30 minutos passa pela direita. Outro passe curto. O golo do Arsenal chega logo a seguir. O passe de Fabregas para Adebayor, várias vezes anunciado, sai daquela zona do terreno onde Guarín devia andar.

Perda de bola para Walcott, aos 34. Passe curto aos 41. Único cruzamento, aos 42 minutos. O guarda-redes do Arsenal recolhe. Passe curto. Intervalo.

As coisas podem sempre piorar

É uma das evidências da vida: as coisas podem sempre piorar. Ao intervalo o F.C. Porto perde por dois de diferença. Agora há Lucho. Sai Guarín? Não, sai Fernando. O colombiano vai para a frente da defesa, posição que ocupou sem grande sucesso na pré-temporada.

Primeiro toque na bola. Sobra para Benítez. Confusão. Golo do Arsenal. 3-0. O F.C. Porto acaba ali. Os ingleses não, pelo contrário. Divertem-se. O jogo torna-se penoso para o campeão português. Guarín respira a partir dos 50 minutos. Um, dois, três passes curtos. O F.C. Porto dá-se bem com esta forma discreta de ligar a defesa ao ataque. Movimenta-se.

O jogo está estranho. O campeão português toca mais a bola. Mas cada vez que o Arsenal a ganha, perigo. Quase sempre por Walcott. Mau corte de Guarín. Mais dois ou três passes curtos. À passagem dos 61 minutos, primeiro corte de qualidade. Outro passe curto. E outro. Monótono? Sim.

A monotonia quebra-se aos 70 minutos. O site oficial da UEFA regista apenas uma falta de Guarín. Esta observação, via televisão, também. Azar de Guarín: é uma falta na grande área de Hélton, ingénua, sobre Bendtner. O árbitro faz o seu trabalho. «Penalty», 4-0.

A noite é de humilhação. Deixa de ser decente continuar a olhar.

NOTA: esta é uma análise feita exclusivamente com base nas imagens televisivas do Arsenal-F.C. Porto (RTP). Pretende ser um olhar atento e razoavelmente objectivo sobre as acções com bola de um jogador, nesta partida. Só isso.

Mr.Duke disse...

Texto do maisfutebol

Azzulli disse...

Apetece-me dizer mal de muitas coisas. Só não sei por onde começar…

Nós fizemos 6 faltas.
Uma de 15 em 15 minutos.
Por aqui se vê a nossa agressividade. Nula.
E com tão poucas faltas ainda conseguimos cometer um penalty…

O nosso ataque resumiu-se a Lisandro.
E como tem sido habitual, ele desloca-se para outros locais, ficando o ataque entregue a… ninguém!

Rodriguez. Qual a função dele em campo?
Não defende. Não vai à linha cruzar. Não joga na área. Não abre na linha. Não apoia de perto Lisandro.

Meireles. Para mim, tem sido sistematicamente o melhor jogado em campo.
Ele tem anos de FC Porto. Tem espírito de Dragão!
Porque é sempre substituído?

O nosso meio campo foi formado por Fernando, Guarin, Tomy e Meireles.
Como é possível tirar Meireles e Fernando, que são os que têm jogado mais, estando mais rotinados?
Ficamos absolutamente perdidos em campo.

Porque é que Fucile não foi convocado? Para mim é o nosso melhor lateral. Não está em forma? Ainda assim é melhor.

Porque entrou Lucho? Vê-se que ele não está bem.
Que tem o Bruno Alves? Falhou lances muito pouco habituais.
Que tem o Lisandro? Perdeu o espírito matador?
Porque não corremos mais?
Porque não paramos em falta os Arsenalistas, logo no inicio das jogadas?
Porque não demos uma sarrafada no Walcot logo no inicio do jogo?
Porque não conseguimos pressionar?

E isto não é só de hoje.
Temos jogado mal desde o inicio da época.
Mas por cá não se nota muito…


Tudo isto leva a uma conclusão:
A equipa técnica não está a ser competente.
Nem fisicamente, nem mentalmente, nem tacticamente.

Azzulli disse...

Extracto das declarações de JF: “O que fica de importante para além do resultado é que perdemos três pontos, apenas isso. Perder por 4-0 ou outro resultado é igual.”

Não, não é!
Só o facto de perder já é mau.
Perder por 4-0, com esta (e outras) exibição, dá direito a uma coisa: a porta da rua!
Se não der, considere isso como gentileza da direcção.

Eterno Dragao disse...

Quando escrevi o post, ainda não tinha ouvido as declarações de Jesualdo Ferreira.

Ao que parece, a equipa é jovem e está em construção. Foi dizendo outras coisas, mas esqueceu-se de pedir desculpa, o que, passe a redundância, é indesculpável.

Mr. Duke: também dou comigo a pensar se a principal saída do "plantel" não foi o Carlos Azenha...

O Situacionista disse...

ONDE ANDA A ATITUDE À DRAGÃO ?
ONDE ANDA A ATITUDE À DRAGÃO ?
ONDE ANDA A ATITUDE À DRAGÃO ?
ONDE ANDA A ATITUDE À DRAGÃO ?
ONDE ANDA A ATITUDE À DRAGÃO ?
(para mim tudo o resto é secundário !)

Depois desta terrível humilhação, e atendendo à gravidade da mesma, penso que o melhor é a equipa virar, de imediato, todas as agulhas para alvalade.
(aliás, como este campeonato tem muitas paragens depois dá para meditar nesta tragédia).

Está visto que esse é que é o jogo do .... nosso campeonato ! Esse é que CONTA !

Até porque uma equipa que desconhece em absoluto o conceito "POSSE DE BOLA" não vai lá na europa (já nem falo na avenida que abriram ao Walcott).

Ah, e atenção que os verdes também gostam muito de ter a bola.

E têm um exímio dominador das artes da bola - Lucílo Calabote Baptista !

P.s. - ONDE ANDA A ATITUDE À DRAGÃO ?

Rui disse...

Ja perdemos varias vezes, mas nunca assim... tao subjugados e humilhados!

Ainda por cima vem um tal de Jesualdo, que perder por 4 é indiferente?????

Nos jogos grandes falhamos sempre!!! Um treinador antiquado, sem ambiçao, sem espirito de vitoria, sem espirito de dragao!

JESUALDO: FIZESTE-ME PASSAR A MAIOR VERGONHA DE QUE ME LEMBRO ENQUANTO PORTISTA. RUA!!!!!!!!

O Situacionista disse...

Até porque se perdemos em alvalade vai ser o bom e o bonito...

Armindo disse...

Quanto ao Carlos Azenha, e sem pretender obter qualquer Taça com "isto"; já há muito eu o tinha dito.
Faço apenas um apelo a quem de direito...

Jogadores do F.C. PORTO - PERCEBEM AGORA OS NOSSOS ASSOBIOS?

Deviam ter orgulho de jogarem onde jogam e mais... terem os adeptos que têm!

Acreditem que não existem (pelo menos em Portugal), adeptos tão conhecedores da bola como NÓS!!!

E deixo-lhes também um conselho.

NÃO VOLTEM A REPETIR EXIBIÇÕES DESTAS!!!

Del Giorgio disse...

agora é tão fácil dizer mal... tinhamos tanto por onde pegar que até só vou pegar por 1 lado: JUJU RUA!! já chega!
prefiro ver a equipa orfã mas ainda ir a tempo de tomar 1 rumo.
já nem sei se é melhor perder em alvalade par que se tome uma atitude de vez!

O Situacionista disse...

Meus caros, termino por hoje, dizendo, neste momento difícil o seguinte:

Apesar do que penso do prof. e que aqui tenho referido ao longo do tempo (especialmente depois das vitórias), não contem comigo para despedir treinadores a meio da época. Muito menos no início...

Mr.Duke disse...

O Capello riu-se o Wenger ria-se no banco, o árbitro e repito o árbitro deu 10 segundos de compensação 10 segundos, com um bocadinho de azar teriam sido 8 ou 9 sim 8 ou 9.
Perder 4 a 0 a jogar a defesa ver um único cartão amarelo é demais, só me lembro de algo parecido em humilhação os 5 a 0 do Psv no tempo do Quinito nem os 4-0 de Manchester foram metade desta humilhação.
Rua, fora, demita-se professor, por favor demita-se.
O Lucas Mareque foi considerado o melhor defesa esquerdo do campeonato argentino e não serviu para o Porto o que é que alguém viu neste desgraçado que parace ter 40 anos e nem velocidade para ser bombeiro tem, é um não jogador.
O treinador a juntar a este ex preparador fisico da mouraria na europa ate me fazem dizer que prefiro a uefa que vergonha.
Perder nunca é bom mas a perder que seja com dignidade e orgulho.
Destaco a exibição do Tomas Costa, do Meireles do Lisandro e o Sapu a espaços, o BA anda perdido e o Pedro Emanuel faz falta o Rolando tem estado muito bem mas A voz de comando a experiência e dureza quando é necessario fazem muita falta.
Demita-se professor, demita-se por favor

dragao vila pouca disse...

Num momento destes um portista tem de fazer um grande esforço de contenção. Eu tento, mas não posso deixar de dizer o seguinte: quando uma equipa se vem queixar, treinador incluído, dos assobios dos adeptos e não é capaz de ser superior a isso...alguma coisa está mal sobre o ponto de vista mental.
Ontem, isso foi claramente notório, depois do 1º golo do Arsenal, com a equipa a desmoronar-se como um castelo de cartas.
As culpas não podem ser atribuídas exclusivamente ao Jesualdo, mas um treinador que não transmite convicção, raça, espírito ganhador...tem muitas responsabilidades.
Há treinadores que podem estar todos borrados, mas aquilo que transmitem para dentro e para fora, é confiança, fé, crença...com Jesualdo eu nunca senti isso.
Depois é preciso dizer que custou muito ao F.C.Porto conseguir todo o prestígio que tem na Europa do futebol e portanto, nunca pode baixar a níveis tão baixos e desbaratar, com um comportamento, tão pobre todo esse capital, que tanto custou a adquirir.
Se só temos equipa para consumo interno não se justifica um orçamento de 60 milhões de euros.
Eu não culpo Benítez, mas culpo Jesualdo por meter o Benítez e pergunto: o que ganha o F.C.Porto com o argentino em vez do Lino? Ganha defensivamente? Não como se viu! Ganha ofensivamente? Então aqui nem se fala! Porque joga então Benítez? Ah, com Benítez o B.Alves tem de estar sempre preocupado com ele e não joga nada.
Andamos e nós estivemos na luta, numa Guerra sem quartel, para irmos à C.League, não podemos, agora com exibições deste tipo, beliscar a nossa auto-estima, de Dragões orgulhosos.
Um abraço

Penta disse...

Antes de mais quero agradecer ao Eterno o post que publicou.
Curto e grosso. E chega. Porque diz tudo.

E nada mais será de lhe acrescentar.
Nem ficha de jogo, nem fotos, que este jogo não teve a dignidade necessária para merecer tais cuidados estéticos.
E muito menos as palavras do JF. Sob pena de sentirmos todos vontade de vomitar
Agora só interessam os nossos comentários. O verdadeiro sentir da nação portista.

Quanto ao jogo vou tentar-me conter.
Mas sempre digo que enquanto assistia disse para mim mesmo que já tinha visto este filme nalgum lado.
E por isso, a maneira como abordamos o encontro e os golos desperdiçados, fez-me comentar com a minha mulher que íamos sofrer um golo e que depois iria ser um “ver se te avias”. Infelizmente não me enganei. E como queria ter-me enganado.

Agradeço, desde já, ao nosso “destreinador” o ter poupado o Benitez para que ele pudesse defrontar o Arsenal nas melhores condições.
E ele correspondeu. Esteve numa forma verdadeiramente “pujante”, o que lhe permitiu poder acompanhar com atenção e até participar nas “brincadeiras” que os jogadores do Arsenal praticaram no “recreio” que foi o nosso lado esquerdo.

Acabando com a ironia, não foi o único a afundar-se.
Até o nosso grande B. Alves pareceu um infantil.

Pedi atitude de DRAGÃO. Não a tive.
É certo que o jogo podia ter tido contornos bem diferentes se tivéssemos concretizado uma das oportunidades flagrantes que tivemos. Mas isso não serve de desculpa.
Nem o facto de continuarmos com as aspirações intactas na Champions, pois o nosso prestígio não ficou intacto.
Mas para o JF até podiam ser 20-0. Era igual…

Mais uma vez encaramos o jogo com receio.
Com mentalidade de equipa inferior que vai visitar um grande.
Com a mentalidade de um Braga que vai jogar ao Dragão.
Com a mentalidade de um “destreinador” que toda a sua vida esteve em equipas menores e que por isso já não vai a tempo de mudar.
Já se sabe que cão velho não aprende truques.
(Peço desculpa aos bracarenses por trazer o seu clube à baila. Naturalmente que perceberão que foi apenas pelo facto de já terem sido “destreinados” pelo JF).

Custou ainda mais assistir à 2ª parte.
Fizeram “gato sapato” da nossa equipa.
E riam-se. Riam-se tanto…

Temos alguns jogadores que não merecem a comida que se lhes põe no prato.
Temos um que ainda não provou porque foi contratado, nem o ordenado que aufere.
Temos ainda um outro que deveria dedicar-se à música brasileira.
Nem vale a pena referir nomes, pois como diz o outro: “Vocês sabem muito bem do que é que eu estou a falar”.

Fiquei preocupado com a forma física do Lucho. Se ele nos falha vai ser o bom e o bonito.

Hoje é dia de desabafar.
De dizer o que nos vai na alma.
De lamber as feridas.
Mas só hoje, pois amanhã devemos rapidamente unir-nos e cerrar fileiras em torno do nosso clube. Vem aí um jogo absolutamente essencial.

Mas não devemos esquecer o que se passou. Nunca. Pois quem esquece não aprende.

Um abraço.

KOSTA DE ALHABAITE disse...

Como te percebo Eterno Dragão!
Como portista, sócio há mais de 30 anos, estou habituado, volta e meia, ver a equipa ser reconstruída. Há que lapidar as pedras brutas para ter diamantes.
Todavia, cada ciclo que passa as pedras são mais impuras. A SAD tem culpa porque compra ultimamente pela comissão e menos pela qualidade. Atenção sr. Presidente! Entretanto, o treinador não me parece que seja o ideal para a renovação desejada. Por outro lado, onde pára o ESPÍRITO DO DRAGÃO. É que desculpando os "tenrinhos" de ontem, faltou ali essencialmente ATITUDE. Estou deveras preocupado...

O Situacionista disse...

Depois de uma noite muito mal dormida, apenas tenho uma certeza:

O prof., no final da época, vai terminar a sua ligação ao nosso clube.

Mesmo que a renovação do contrato esteja para (muito) breve.


Mas, entretanto, é bom que comece JÁ a arrepiar caminho. E já é já no próximo jogo.

E que perceba que em alvalade, jogue quem jogar, tem de haver ATITUDE À DRAGÃO !

Ajudava também que,
pelo menos, Lino ou Fucile, Pedro Emanuel, Fernando, Tomas Costa e Hulk jogassem no onze titular !

Fanático disse...

À vinda de Vila do Conde apenas consegui arrastar-me até ao escritório no dia seguinte.

Hoje, é bem pior; ainda me sito irritado, furioso e envergonhado pela exibição daqueles, momentaneamente, que são jogadores do FCP!!

Notas curtas, sob pena de ainda partir alguma tecla do teclado:

1) o BA : estava drogado? Ou não se sabe assumir como patrão de uma defesa e tem que ser substituído pelo PE? Aliás, desde o início da época que penso o mesmo e ontem passei a ter a certeza;

2) O CR: o que esteve a fazer em campo, excepção ao remate da 1ª parte?

3) O Luxo: não vi em campo, alguém viu?

4) Os laterais, nomeadamente o B: não têm estaleca para serem jogadores do FCP.

5) Os que safaram: o Rolando (apesar do 2º golo), o Fernando (não devia ter saído), o Lixa (apenas porque correu muito), o Hulk( não se percebe porque não entrou ao intervalo), o RM (equilibrado e confianet), o H (MST, hello???) e a única referência verdadeiramente positiva: o Tomy (atitude, garra,nunca desistiu e nunca foi por ele que a equipa se desequilibrou)

6) A besta chamada JF, para que não use o insulto e veja o meu comentário apagado:ontem tive a certeza que não percebe a ponta de um corno de futebol. Senão veja-se:

a) o Hulk não tem lugar de caras a titular, tanto mais que o Lixa anda lixado?

b) Ao intervalo, pelo menos não percebeu que não podia perder o desiquilíbrio das linhas e que nunca podia tirar um homem do meio campo, nomeadamemte o trico. O homem a sair era o Cr, entrava o H e jogava em 442 puro.

c) Então não era de perceber que com 0-3 tinha que fazer entrar o Pe ou um trico? a humilhação não era já suficiente? admito que a besta esteja habituado, no clube dele, apanhar 0-7 e não haver problema algum, mas aqui é o FCP, BI-CAMPEÃO DO MUNDO, onde essa atitude não é perdoável!!!

d) A besta não percebeu mais cedo que o B devia sair ou pelo menos ser trocado em posição com o Tomy, para poder estancar as avançadas pelo lado direito do ataque do Arsenal?

e) Depois ainda faz sair o RM? Só podia estar a fazer de propósito, ou então qualquer treinador da Liga dos Últimos sabe mais futebol do que ele.

f) para finalizar: as declarações. Só são 3 pontos, minha grande besta? Põe-te mas é na pqp que já não te posso ver mais à frente.

7) Apenas faltou, como dizia uma mensagem do Eterno no fim do jogo: ir receber os gdfps ao aeroporto?

O Situacionista disse...

Digam-me uma coisa: se o defesa esquerdo do FC Porto ontem se chamasse Fanático, Penta, Eterno, Azzulli, Armindo, Mr. Duke, Vila Pouca, Del Giogio, Kosta, ou outro (do mesmo (elevado) quilate, claro !), e fossem deixados ao abandono (sem o devido apoio do médio) perante 2 e 3 adversários repetidamente, sendo um deles, ainda por cima, o ultra-sónico Walcott, como resolveriam a questão ?

Para mim, Benitez, perante aquela avalanche, até foi o menos culpado.

Outra aspecto muito pertinente foi aqui lançado pelo Azzulli – como é possível só termos feito ... 6 faltas ?
Se ainda fossem 60 ...

Aliás, por causa disso até fui ver agora o número de cartões amarelos que apanhamos e ... 1 !!!!!!!!!! Unzinho !!!! Tomas Costa !!! Se bem me lembro por ... protestos !!!!

Meu Deus !

Mr.Duke disse...

Pelo menos dava duas ou três pauladas, o nosso benitez, essa grande perola começava a correr a meio do meio campo e os jogadores do arsenal atrás da linha de meio campo e chegavam primeiro, pusessem lá o Tommy sozinho ou mesmo o Fucile e não seria nada disto.
Até ter sido expulso seria mais digno do que andou lá dentro a fazer.

dragao vila pouca disse...

Situacionista tens a tua opinião,mas a minha é diferente e explico porquê: o Benítez não teve ajudas é um facto e isso eu levo em conta.
Agora ele nunca "pegou" no Walcott no local próprio, deixou-o sempre chegar já embalado e aí não havia nada a fazer. Mas isso não é o pior, o pior é ele com a bola nos pés, não sai a jogar uma vez, não cria uma linha de passe não avança para criar um desiquilibrio e para além disso, que já não é pouco, a abordagem ao lance no terceiro golo, do género: cuidado que me posso magoar... não é de um jogador para o F.C.Porto.O Lino não é famoso a defender, mas com a bola ...meu Deus, dá 10 a 0 ao Benítez!

O Situacionista disse...

Eu não sei se a nossa opinião, Vila Pouca, é assim tão diferente.

Eu abordei especialmente a perspectiva táctica/colectiva de abordagem ao ponto mais forte do Arsenal.

Para além disso eu só acho é que é preferível jogar o Benitez do que jogar com um central a lateral.

No mais, pelo menos, neste momento, o Lino é muito melhor. E o Fucile melhor ainda, mais não seja porque está bem mais entrosado.

Mr Duke, não duvide, se fosse eu, o Walcot fazia gato sapato de mim, mas eu fazia gato sapato das pernas dele...
(há tantas formas de fazer falta sem ser indisciplinado !)

...6 faltas ??!!!!!

Meu Deus !