sexta-feira, 5 de maio de 2006

O Porto está na rua !


"Pensei nas manifestações típicas e espontâneas em que as pessoas saem para a rua para festejar os títulos. Como aconteceu na noite após o triunfo em Penafiel. Tentei recordar um pouco o historial do Clube, partindo do famoso calcanhar de Madjer em Viena, altura em que o FC Porto se projectou da dimensão regional para a europeia e mundial. Deixou de ser um Clube da Região Norte e passou a ser mundial, sem nunca perder a noção das raízes. Situação de que me orgulho." (Carlos Tê)

O Porto está na rua

Desde a chama acesa em Viena
Por um calcanhar vagabundo,
A alma deixou de ser pequena
Pequeno foi o palco do mundo.

Foi erguer alto o seu pendão
Alcançar a glória em Sevilha,
Tomar a Alemanha e o Japão
Subir onde o Sol mais brilha.

O Porto está na rua
E é duma região
Que pede a Terra e a Lua
Até não ter razão.

O Porto está na rua
E a sua missão é clara,
É não virar a cara
Ao sonho e à ambição.

É conquistar a Lua
Com os pés no chão,
O Porto está na rua
O Porto está na rua.

Já cá não está a viver
O Porto sem horizonte,
Que entrava em campo a perder
Só por atravessar a ponte.

Este Porto agora anseia
Vencer e ficar por cima,
Ele faz da inveja alheia
A força que ferra e anima.

2 comentários:

Eterno Dragao disse...

Esta letra é muito bonita.

Normalmente, o Carlos Tê cria sempre letras bonitas. Mas esta é especial.

Fanático disse...

Gosto especialmente da última quadra